segunda, 20 de maio de 2019
Segurança
Compartilhar:

Só sete das 25 delegacias de JP abrem em feriados

Beto Pessoa / 26 de dezembro de 2017
Foto: ASSUERO LIMA
Quem procura uma delegacia nos feriados ou finais de semana sabe o quanto é complicado encontrar uma aberta. Isto porque, somente sete das 25 delegacias de Polícia Civil da Região Metropolitana de João Pessoa funcionam nestes dias, reforçando a dor de cabeça de quem acabou de ser vítima de algum crime, como os roubos e furtos, campeões de ocorrências nestas datas.

O aposentado Francisco Azevedo tem um comércio há 15 anos no bairro do Valentina de Figueredo, zona sul de João Pessoa. Seu estabelecimento abre todos os dias, ao contrário da 11ª Delegacia Distrital, que fica a poucos metros do seu negócio. O senhor destaca que não são raras as vezes que alguém precisa realizar um Boletim de Ocorrência (B.O.), mas não encontra local aberto para fazer.

“Quem precisa tem que ir no Geisel, na Central de Polícia, que lá eles ficam aberto, ou esperar chegar o próximo dia útil para fazer a queixa, quando a delegacia daqui abre. Por aqui vejo direto gente chegando que acabou de ser assaltada, gente que tem a bolsa roubada, celular, carteira com documentos levados. Uns anos atrás ela abria todo dia, mas hoje em dia só durante a semana e só em horário comercial”, disse.

Moradora do bairro, Tereza Muniz também diz que os assaltos são comuns e acredita que caso a delegacia funcionasse todos os dias a população estaria mais segura. “Acho que inibe a ação deles, né? Se o bandido vê uma delegacia aberta ele pensa duas vezes antes de assaltar. Sem contar que nem todo mundo pode se deslocar até o Geisel para fazer um B.O.”, disse.

Na Central de Flagrantes da Central de Polícia, a delegada plantonista Ana Carolina explica que as ocorrências variam de plantão para plantão. “Neste fim de semana que precedeu o Natal tivemos muitos casos de crimes patrimoniais. Registramos no sábado quatro furtos a supermercados e assaltos à mão armada, além dos crimes de tráfico de drogas, que sempre tem”, explicou.

 

Leia Mais

Relacionadas