domingo, 20 de setembro de 2020

Seca
Compartilhar:

Romero pede R$ 12,2 milhões para socorrer Campina Grande da seca

Redação com assessoria / 09 de novembro de 2016
Foto: Divulgação
O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), esteve reunido nesta quarta-feira (09) com o ministro da Integração Nacional Jader Barbalho a quem pediu socorro para enfrentar a crise hídrica na cidade. Para que esse socorro chegue efetivamente, Romero requereu a quantia de R$ 12,2 milhões para serem aplicados em um plano de trabalho a ser desenvolvido no município para enfrentar a seca.

Na companhia dos deputados federais Pedro Cunha Lima (PSDB) e Rômulo Gouveia (PSD), Romero fez uma detalhada exposição ao ministro sobre as ações previstas no Plano de Trabalho apresentado.

Entre outras demandas, o prefeito campinense pede apoio para contratação de carros-pipa; a perfuração de 100 poços artesianos; a instalação de 50 dessalinizadores na zona rural; a aquisição de mil caixas de água e até mesmo a compra de 400 mil botijões de 20 litros de água mineral.

A apresentação do Plano de Trabalho nesta quarta foi consequência da primeira reunião de Romero Rodrigues com Helder Barbalho, no último dia 17 de outubro, em Brasília.

Na oportunidade, o prefeito de Campina Grande sensibilizou o ministro da integração a respeito da grave crise hídrica que se abate sobre a cidade e lamentou que recursos federais repassados ao Governo do Estado não tenham contemplado a cidade, nos últimos anos.

Ficou acertado, então, que seria celebrado convênio entre o governo federal e o Município.

Na Defesa Civil 

Ainda na tarde desta quarta-feira, Romero voltou ao Ministério para uma reunião com a diretoria da Secretaria Nacional da Defesa Civil, que já tinha sido acionada pelo ministro Helder Barbalho, com a orientação de agilizar os procedimentos administrativos para a liberação dos recursos solicitados.

Além de agradecer o apoio de Pedro Cunha Lima e Rômulo Gouveia, Romero destacou a boa receptividade do ministro da Integração Nacional aos pleitos de Campina Grande e ressaltou a importância da parceria para implementação das ações emergências, no sentido de amenizar os impactos da crise hídrica que causa tanta preocupação no município.

Relacionadas