sexta, 18 de setembro de 2020

Seca
Compartilhar:

Barragem subterrânea garante água para produtor do município de Soledade

Secom-PB / 14 de setembro de 2015
Foto: Secom-PB
Técnicos da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (SEAFDS) entregaram na manhã desta sexta-feira (11), na propriedade do senhor Sebastião Domingos no Sítio Melancias na zona rural da cidade de Soledade a primeira das 18 barragens subterrâneas compactuadas com a prefeitura por meio do Plano Emergencial de Enfrentamento à Estiagem (Programa Viva Água) lançado em junho, pelo governador Ricardo Coutinho que tem como objetivo a implantação de 2 mil barragens subterrâneas nas cidades paraibanas em situação de emergência.

Ali, na propriedade rural de seu Bastos como é popularmente conhecido, em contraste com o cenário árido, o agricultor familiar de 63 anos, sua esposa Francisca Januário de Oliveira e suas três filhas, tiveram a certeza que essa realidade irá mudar melhor graças à água que será armazenada pela barragem subterrânea construída pelo Estado em parceria com o município.

E, a julgar por suas reações diante do que veem no caminhar da instalação, a crença é inevitável. “É bem importante esse sistema de barragem. É possível desenvolver a agricultura, plantar, fazer horta e desenvolver a comunidade”, disse seu Bastos, que agora está à espera da chuva, para ver a obra cumprir sua função de reter água neste solo ao qual convive há mais de 42 anos.

Segundo o secretário Lenildo Morais, a tecnologia social alternativa continuará a ser executada, dados a aceitação pelas barragens subterrâneas. “É uma experiência já comprovada em várias regiões do Nordeste. Queremos implantar cada vez mais e incentivar o agricultor, para que ele possa plantar para sua própria subsistência”, afirmou, destacando também a importância nesta ação da Secretaria de Estado do Desenvolvimento e Articulação Municipal sob a gestão do secretario Waldson Souza, que formulou todo o edital e cadastro das prefeituras.

A barragem subterrânea é feita com a instalação de uma lona plástica na parte mais baixa do terreno, impedindo que a água das chuvas escoe e permitindo um reservatório para a irrigação. Na propriedade de Bastos, foi colocada uma lona com 50 metros de extensão por 2,5 metros de profundidade. Para o secretario de Meio Ambiente de Soledade, Garibaldi Goes essa parceria no qual o Governo do Estado entre com as lonas, anéis e assessoria técnica é fundamental, pois permite a prefeitura que entra com as horas de combustíveis das maquinas retroescavadeiras entregues pelo PAC de dar uma melhor qualidade de vida aos agricultores familiares das 9 comunidades de Soledade que serão atendidas cada uma com duas barragens. “Eu acho que o papel da gente, estado e prefeitura é de disponibilizar aos agricultores familiares essa alternativa para potencializar suas produções”, disse Garibaldi.

 

Relacionadas