Acesso

Saúde
Compartilhar:

Vereadores da ‘caravana da oposição’ fazem graves denúncias contra a Prefeitura de JP

Francisco Varela Neto / 19 de maio de 2017
Foto: Francisco Varela Neto
Três vereadores que fazem parte da bancada de oposição da Câmara Municipal de João Pessoa fizeram graves denúncias contra a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) no que se refere à saúde pública. Os vereadores Bruno Farias (PPS), Sandra Marrocos (PSB) e Eduardo Carneiro (PRTB) estiveram no programa Correio Debate da Rede Correio Sat/98 FM nessa sexta (19) e pontuaram o que vêm encontrando nas caravanas, visitando equipamentos, obras e serviços da cidade de João Pessoa. Comente no fim da matéria.

Em uma das caravanas, os vereadores foram ao hospital Santa Isabel para apurar denúncias sobre falta de medicamentos, problemas em UTIs e falta de utilização de um equipamento comprado pela gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) em 2015 que permite a realização de intervenção cirúrgica para quem sofre infarto agudo. Os vereadores também falaram sobre uma denúncia antiga feita ainda em 2015 de que as máquinas de hemodiálise adquiridas pela gestão de Luciano Agra ainda estavam encaixotadas. De acordo com os vereadores, todas as denúncias, à exceção da sala de UTI, são procedentes.

“O que nós constatamos nesta visita é o abandono da cidade, por parte do prefeito Luciano Cartaxo. Uma cidade entregue às baratas, serviços precarizados e a população pagando o pato”, afirmou Bruno Farias.

A vereadora Sandra Marrocos ressaltou que a oposição não descansará e vai continuar cobrando a PMJP para que as questões sejam solucionadas. “A caravana da oposição continuará fazendo sim uma radiografia da cidade de João Pessoa e também cobrando para que de fato as questões sejam resolvidas”.

O vereador Eduardo Carneiro disse que 14 ambulâncias do Samu se encontram paradas em garagens, sem nenhuma utilidade. “Um tema de suma importância, de uma denúncia que nós recebemos, que foi em relação à falta de ambulância do Samu. Nosso mandato detectou que realmente a denúncia era procedente. Quartorze ambulâncias estão paradas nas garagens da prefeitura sem prestar o atendimento necessário a população“, disse.

A reportagem do Correio Online entrou em contato com a assessoria de comunicação da PMJP, mas a prefeitura considerou as denúncias antigas e vazias e não quis comentar.


Relacionadas