terça, 26 de janeiro de 2021

Saúde
Compartilhar:

Vacina contra dengue é aprovada pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança

Redação com agências / 09 de outubro de 2015
Foto: Divulgação
A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) aprovou ontem o uso da vacina contra dengue produzida pela empresa francesa Sanofi Pasteur. “Foi um passo importante”, afirmou a diretora médica da empresa, Sheila Homsani.

Desenvolvida a partir do vírus da febre amarela atenuado, a vacina foi desenhada para proteger contra os quatro vírus da dengue. Como ela é feita com organismos geneticamente modificados, foi preciso uma avaliação da CTNBio.

Integrantes da comissão avaliaram a segurança do processo de produção do imunizante, incluindo o impacto no meio ambiente. Foram quatro meses entre o pedido de liberação e o julgamento. “O processo foi considerado prioritário, em razão da relevância do combate à dengue no Brasil”, contou a integrante da CTNBio, Maria Sueli Soares Felipe. A empresa aguarda também avaliação do pedido de registro da vacina no Brasil, apresentado em março para a Anvisa.

A expectativa é a de que a decisão seja apresentada até o fim deste ano. Além do Brasil, a Sanofi Pasteur pediu o registro do medicamento na Malásia, México, Indonésia e Filipinas.

Mesmo sem a liberação do registro, a produção da vacina já começou. De acordo com Sheila, o produto está sendo armazenado na França.

A expectativa é de que sejam produzidas 100 milhões de doses anualmente. A eficácia do imunizante não é considerada alta por parte dos especialistas: 66% para os quatro sorotipos. Sheila, no entanto, discorda das críticas. “É preciso lembrar, por exemplo, que a varíola foi erradicada com uma vacina cuja eficácia era menor do que os 66%”, argumenta.

Relacionadas