quinta, 18 de abril de 2019
Saúde
Compartilhar:

Tempo instável se reflete na saúde; veja dicas de prevenção

Lucilene Meireles / 19 de fevereiro de 2019
Foto: Portal Correio
Mesmo no verão, os dias chuvosos podem ser o estopim para o aparecimento de algum problema respiratório. Isso acontece porque nesse período os vírus circulam mais e as pessoas acabam ficando em ambientes fechados por um tempo maior do que o de costume, seja para se aquecer ou não se molhar na chuva. A rinite alérgica, por exemplo, é um dos males que costumam aparecer e, segundo a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (Abai), afeta em torno de 20% da população.

A médica Nathália Sá, especialista em clínica médica do Hospital Nossa Senhora das Neves (HNSN), explicou que o aumento do número de pacientes com doenças respiratórias em dias de chuva é reflexo da mudança ambiental. Ela explicou que o aparelho respiratório é um dos aparatos do corpo humano com maior intercâmbio com o meio ambiente. As chuvas acabam desencadeando as crises.

Além de sintomas como espirros, coriza, dor de garganta e no corpo, a tosse e a febre são os sintomas que normalmente aparecem rápido com a mudança de tempo. Por serem semelhantes, é preciso procurar um médico para ter um diagnóstico mais preciso e fazer o tratamento correto. Nathália Sá alertou que crianças e idosos estão mais susceptíveis por conta da baixa imunidade. Além disso, sempre tem vírus circulando e, quando chove, aumenta a transmissão de gripe, faringite, laringite, entre outras doenças.

Dicas de prevenção



Manter portas e janelas abertas para que o ar circule;

Antes de usar uma roupa de frio, que provavelmente estava guardada por um tempo, lavá-la e colocá-la para levar sol;

Abrir as portas dos armários a cada 15 dias para renovar o ar dentro dos móveis;

Lavar as mãos com frequência, principalmente após espirrar, tossir ou usar o banheiro;

Utilizar antimofo e não deixar acumular poeira.

Relacionadas