quinta, 24 de setembro de 2020

Saúde
Compartilhar:

Saúde de Santa Rita na UTI: quase metade dos Postos de Saúde foram fechados

Aline Martins / 26 de setembro de 2015
Foto: Nalva Figueiredo
Mais cinco unidades de saúde da família (USF) da cidade de Santa Rita, na Região Metropolitana de João Pessoa, foram interditadas na manhã de ontem pelo Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB). O balanço em duas semanas chega a 20, quase metade dos postos registrados no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (Cnes). A população desse município muitas vezes precisa recorrer a João Pessoa, que também, segundo o CRM-PB, não anda nada bem. A situação é recorrente em todo o Estado.

Localizada a poucos metros da sede da sede da Secretaria Municipal de Saúde, a USF Padre Paulo Khoelen, no Centro, que funciona em três salas da Policlínica Municipal, é uma das interditadas esta semana. Quem precisa do atendimento reclama do problema que ocorre em toda a cidade.

“Se você procurar um remédio, uma dipirona, não tem. Está um absurdo. Não tem nada nesses PSFs. Se precisar tem que pagar”, afirmou a dona de casa Valdinete Araújo. Já no Alto das Populares, apesar de funcionar, faltam médicos e medicamentos.

Segundo o diretor de Fiscalização do CRM-PB, João Alberto Morais, a interdição de quase 50% das unidades ilustra o caos atual na saúde da Paraíba. Ele informou que, mesmo com todas interdições, o CRM não foi procurado pela gestão municipal. Já encaminhou denúncias para a Procuradoria Federal, MPPB, Tribunal de Contas, mas até agora nada foi resolvido.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba 

Relacionadas