domingo, 17 de janeiro de 2021

Saúde
Compartilhar:

Postos de Saúde de João Pessoa terão “prefeitos”

Rammom Monte com Secom-JP / 08 de fevereiro de 2017
Foto: Arquivo
As Unidades Básicas de Saúde (UBS) de João Pessoa terão “prefeitos” a partir de agora. Segundo o secretário de saúde do município, Adalberto Fugêncio, os postos com mais de duas equipes terão gerentes que atuarão como uma espécie de prefeito para gerir as 44 unidades existentes na Capital. Ainda de acordo com o secretário, os usuários terão agora uma “referência consolidada”.

“Qualquer usuário vai ter uma referência consolidada. Antes, as referências eram fragmentadas, agora não. Tem um gerente nestas unidades. Nas 44 unidades compostas por duas, três, quatro e até cinco equipes. Estas pessoas vêm do próprio quadro da secretaria. São profissionais da área de saúde, que vão coordenar para identificar problemas e neste momento focar no atendimento. Vai ser um trabalho inter e intra setorial, dialogando internamente e com outros setores. Estes gerentes serão a voz do prefeito das secretarias. Vai ser um prefeito da UBS, uma UBS é tão complexa ou até mais do que uma UPA”, disse durante entrevista à rádio Correio Sat/98FM.

O secretário explicou como estes gerentes irão atuar dentro dos postos médicos. Segundo ele, as funções vão desde aprimorar o atendimento até questões de infraestrutura.

“Estes gerentes que estão sendo treinados só vão ter a função de gerenciamento. A resolutividade não é só de assistência, o que significa que você chega no PSF na terça-feira, por exemplo e por algum motivo o remédio não estava na farmácia. O que tem que acontecer? Não é a negativa pronta, é dizer que não tem hoje, mas que vai ter tal dia. Tem que ter esta interação, este gerente tem a autonomia para ligar para Gerência de Medicamentos e Assistência Farmacêutica (Gemaf), para resolver a infra-estrutura de um ar condicionado quebrado,entre outros”, explicou.

Perfil – De acordo com a secretária adjunta da SMS, Ana Giovana Medeiros, o gerente será aquela figura acolhedora, de diálogo aberto com a população para que o usuário se sinta acolhido. Além disso, os gerentes estarão identificados com um colete azul para facilitar o reconhecimento por parte dos usuários, que podem ir diretamente a eles.

Atenção Básica - A Atenção Básica é formada pelas equipes de Saúde da Família, Núcleos de Apoio à Saúde da Família, Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD), Consultório na Rua, Unidades Básica de Saúde (UBS) e Academia da Saúde.

Nas USFs são oferecidos serviços básicos para o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) como, por exemplo, dor de garganta sem febre, cólica abdominal ou menstrual, casos de viroses, febre, resfriados, tosses, vômitos, diarréia, hipertensão leve e mal estar em geral. Além disso, as pessoas também podem procurar uma USF quando precisar fazer um curativo, nebulização ou verificar a pressão arterial.

Dentro da política de prevenção, em cada USF são realizadas consultas médicas, odontológicas e de enfermagem, oferecendo também o exame citológico, marcação de outros exames e consultas especializadas, além de ações educativas para os usuários e planejamento familiar.

Para ser atendido, é necessário o usuário apresentar o cartão do SUS.

Relacionadas