segunda, 24 de junho de 2019
Saúde
Compartilhar:

Pesquisa revela que 55% das brasileiras não gostam do período de menstruação

Beto Pessoa / 30 de novembro de 2017
Foto: NALVA FIGUEIREDO
Para muitas mulheres, os primeiros dias do ciclo menstrual costumam ser marcados por muito desconforto e dor. A consequência disso é que 55% das brasileiras, segundo pesquisa divulgada em outubro pelo DataFolha, relatam não gostar deste período, 52% destas pelo desconforto gerado e 46% pelas fortes cólicas.

O estudo, realizado em parceria com a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) e a Bayer, mostrou também que 89% das brasileiras se sentiriam confortáveis em decidir quando menstruar. Corroborado pelos números, foi lançado no mercado dos anticoncepcionais o Yaz® Flex, único contraceptivo oral de baixa dose com o ciclo flexível que permite a mulher escolher quando menstruar.

O ciclo flexível auxilia na escolha do melhor momento para menstruar, deixando nas mãos da mulher o controle do seu ciclo. Ele tem duas fases: a obrigatória e a flexível. Na primeira, é necessário ingerir a pílula normalmente durante 24 dias consecutivos. Na segunda, a mulher controla quantas menstruações deseja ter ao ano de acordo com suas vontades e rotina, podendo menstruar no mínimo três vezes ao ano.

Um aplicativo para smartphone, com o mesmo nome, vem junto ao medicamento, auxiliando a mulher no controle da menstruação.

Ginecologista e obstetra do Hospital Albert Einstein, o médico José Bento, explica o objetivo deste tipo de medicamento. “Ela deve tomar a partir do primeiro dia do ciclo menstrual. Assim que começa a tomar, no primeiro dia, ela já ta segura que não ovula e não vai menstruar. É único no mercado e é destinado às mulheres que sofrem com menstruação, aquelas que têm muita cólica, Tensão Pré-Menstrual e anemia por causa do sangramento”.

O médico José Bento explica ainda que, em longo prazo, os efeitos da menstruação podem gerar mais que desconfortos. “A mulher não foi feita para menstruar, mas sim para engravidar. A menstruação acontece quando falha a gravidez. Então a menstruação todos os meses seguidamente, durante anos, pode levá-la a ter endometriose, mioma uterino, pólipo endometrial e até câncer de mama. Quanto mais ovula e menstrua maior chance de desenvolver câncer de mama e endométrio”, disse.

Efeitos. Sobre os efeitos colaterais do Yaz® Flex, o médico explica que são os mesmos de qualquer anticoncepcional.

“Os efeitos não diferem dos contraceptivos comuns. Ela pode ter retenção de líquido, dor de cabeça, apresentar um pouco de varizes, quando tem tendência”, disse, José Bento.

O médico afastou ainda a influencia dos anticoncepcionais no desenvolvimento do câncer de colo de útero. “Não existe esse câncer sem HPV. Falar que a pílula aumenta as chances de câncer de colo de útero é uma grande besteira. O que acontece é que as mulheres que usam pílula têm relações sem camisinha por falta de responsabilidade. Tendo relação sexual sem camisinha aumentam as chances de se contaminar pelo HPV”, disse.

Relacionadas