sábado, 28 de novembro de 2020

Saúde
Compartilhar:

PB é o 2º com mais casos de microcefalia, mas falta dinheiro

Ainoã Geminiano com Folhapress / 16 de janeiro de 2016
Foto: Chico Martins
A Paraíba tem o segundo maior número de casos de microcefalia notificados do país, com 569 ocorrências, atrás apenas de Pernambuco, que tem 1.236 casos notificados. Mas na hora de o Governo Federal ratear os recursos extras que anunciou, para que os municípios invistam no combate ao mosquito Aedes aegypti, a Paraíba ficou em 16º lugar na relação dos estados, considerando o montante a ser repassado, do maior para o menor. Para a Secretaria de Estado da Saúde (SES), a necessidade de recursos é grande, tanto no combate ao mosquito quanto nas ações de assistência às vítimas.

Segundo gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Renata Nóbrega, o trabalho de combate ao Aedes no Estado tem ficado limitado aos recursos disponíveis, podendo ser mais intenso se houvesse mais dinheiro. “Ainda não tivemos acesso à portaria do Ministério da Saúde, sobre a destinação desses recursos extras e, por isso, fica difícil analisar o montante que virá para a Paraíba. Mas é evidente que precisamos de mais recursos, para contratação de mão de obra e equipamentos. Também precisamos ver se a portaria vai vir já definindo a destinação do dinheiro ou se poderemos usar de acordo com a necessidade”, analisou.

A reportagem tentou ouvir a Secretaria de Saúde de João Pessoa, município com maior número de casos de microcefalia do Estado, mas não conseguiu contato até o fechamento desta edição.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas