sábado, 19 de junho de 2021

Saúde
Compartilhar:

Novembro Azul: agora é a vez dos homens

Bruna Vieira / 01 de novembro de 2016
Foto: Assuero Lima
O câncer de próstata é o tipo mais comum entre os homens na Paraíba. Este ano, 239 paraibanos morreram em decorrência da doença. Com o fim da campanha Outubro Rosa, que alertava aos cuidados do câncer de mama entre as mulheres, começa o Novembro Azul, que chama a atenção para a saúde do homem. O movimento começou em 2003 na Austrália e ganhou o mundo. O objetivo é romper com a cultura de que os homens se cuidam menos e diminuir as estatísticas letais através do diagnóstico precoce.

A Secretaria de Estado da Saúde ainda não fechou a programação da campanha, assim, como o Ministério da Aaúde. Mas, em João Pessoa, a secretaria de Saúde abriu ontem a programação da campanha no Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio de Miranda Burity (Ortotrauma). Durante todo o mês ações serão desenvolvidas pelas equipes de saúde da família. Embora, o foco maior seja a prevenção do câncer de próstata, a saúde do homem de forma geral será abordada.

O coordenador do programa Saúde do Home, Késsio Brito explicou que é preciso quebrar a cultura do machismo, que dificulta a procura de alguns homens pelos serviços de saúde.

“Nas próprias pesquisas universitárias vemos que o perfil de saúde do homem é que ele não se cuida. A questão do papel social é muito forte, o machismo. Esse é o principal ponto de atuação da política de saúde do homem. O que se destaca é o medo de descobrir a doença, por isso há resistência e também a negligência com a própria saúde por se achar forte, que não precisa de médico, só vai em último caso, quando o agravo já está instalado, o que dificulta e encarece a reabilitação, gerando mais trabalho à família. É um imaginário social”, afirmou o enfermeiro.

Prevenção o ano todo. Outra barreira a ser derrubada é que a prevenção não deve se restringir ao mês de novembro. “As equipes vão fazer ações e no dia 11 será o Dia D, com consulta de urologia, dermatologia, promoção de saúde, palestras, orientação em saúde bucal. Ampliar para a saúde do homem como tudo, não é só a próstata. E lembrar que o cuidado tem que ser todo o ano e não só no mês da campanha. Em 2011, a Coordenação da Saúde do Homem foi criada, focando a qualificação profissional, levando palestra, lidando mais com a formação, educação e saúde. Além dos serviços de suporte, mais articulado com a rede como um todo”, alertou Késsio.

Relacionadas