sábado, 05 de dezembro de 2020

Saúde
Compartilhar:

Paciente passa a usar pulseira na maternidade de Patos

Redação / 23 de setembro de 2017
Foto: Divulgação: SES
A Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, incluiu no protocolo de admissão de pacientes o uso de pulseiras de identificação. A finalidade deste novo item é aperfeiçoar a identificação da paciente, a fim de reduzir a ocorrência de incidentes.

As pulseiras, que são impermeáveis e resistentes ao banho, ficam com a paciente durante todo o período de internação até a alta hospitalar. Nela são gravadas todas as informações da paciente, a exemplo do nome completo, data de nascimento, data da admissão na unidade, além do número do prontuário.

O diretor geral da Maternidade, Umberto Marinho Júnior, lembra que a iniciativa do uso desta pulseira, além de estar contemplada no protocolo de identificação do paciente, por meio do Núcleo de Segurança da unidade, aperfeiçoa o processo de identificação.

“A identificação correta do paciente deve ser realizada para evitar erros e riscos para a segurança do paciente, como erros na administração de medicamentos, transfusão sanguínea, procedimentos realizados em pacientes errados ou até entrega de bebês às famílias erradas”, destaca o médico.

A confecção e posterior adoção das pulseiras foram possíveis porque a unidade adquiriu, recentemente, uma impressora de etiquetas em material resistente e impermeável.

Relacionadas