segunda, 20 de maio de 2019
Saúde
Compartilhar:

Ministério da Saúde libera R$ 23 milhões para hospitais da Paraíba

Adriana Rodrigues / 26 de março de 2019
Foto: Assuero Lima
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, cumpriu agenda ontem na Paraíba e anunciou R$ 23 milhões em investimentos, com foco na humanização do tratamento do paciente com câncer, e na habilitação de novos procedimentos de média e alta complexidade, para hospitais filantrópicos e da rede estadual.

Ele visitou as cidades de João Pessoa, Campina Grande e Patos, e revelou as prioridades da pasta para a Paraíba sob o seu comando, além de destacar as ações já executadas, e as próximas a serem implantadas pelo Governo Bolsonaro no Estado, visando garantir um melhor atendimento à população e a reorganização da atenção básica.

A agenda do ministro começou no Hospital Napoleão Laureano, onde assinou a liberação de pagamento de quase R$ 6 milhões para a aquisição de um Pet Scan, equipamento tecnológico de última geração para o diagnóstico mais detalhado do câncer, que será colocado à disposição da população mais carente.

“Na Paraíba nós fizemos primeiro a recuperação de várias portarias de habilitação e funcionamento de reconhecimento para poder andar um pouco mais a questão dos leitos de UTI, que estava muito represado.

Revisamos toda a parte de reabilitação, sinalizando claramente a pessoa com deficiência que precisa desse serviço, não podemos esquecer a epidemia de zika que tivemos anos atrás que afetou muitas famílias no Nordeste”, pontuou.

Durante a solenidade, o ministro Mandetta também anunciou a habilitação da alta complexidade do serviço de fissuras labiopalatais no Hospital Universitário Lauro Wanderley. Além disso, que 35 municípios paraibanos serão contemplados com veículos Pick-up para vigilância sanitária.

Após a solenidade no Hospital Napoleão Laureano, o ministro foi conhecer o Hospital Metropolitano, em Santa Rita, onde assinou a habilitação de 30 leitos de UTI na própria unidade visitada e mais 10 no Hospital de Mamanguape. A solenidade contou com a presença da vice-governadora Lígia Feliciano (PDT).

Campina Grande. No início da tarde Mandetta fez uma visita técnica, junto ao prefeito Romero Rodrigues, ao Instituto de Saúde Elpidio Almeida (ISEA), um dos centros de referência em saúde do Agreste. No final da tarde, em Patos, atendendo uma das principais demandas da bancada federal, do Governo do Estado e da população, assinou a portaria de habilitação em Oncologia/Unacom do Hospital do Bem - o Hospital do Câncer.

A habilitação garantirá investimentos na ordem de R$ 5,7 milhões por ano, para a unidade hospitalar e ajudará no tratamento humanizado de pacientes com câncer, especialmente do Sertão paraibano, evitando grandes deslocamentos que apenas agravavam a já precária saúde dos cidadãos.

Avaliações

O coordenador da bancada federal, o deputado Efraim Filho (Democratas) destacou a importância da visita do ministro e os investimentos anunciados por ela para área da saúde no Estado. “A Paraíba teve a deferência de ser o primeiro Estado do Nordeste visitado pelo ministro nesse início de gestão. Esse sinal de prestígio é fruto do trabalho e apoio da bancada e será retribuído com excelentes notícias por parte do Governo Federal,” comentou.

O senador José Maranhão (MDB) avaliou de forma positiva a visita do ministro, destacando o fato de toda a bancada da Paraíba se unir em torno de benefícios para o Estado. “A Paraíba é um Estado pobre e precisa muito do apoio do Governo Federal, que aliás é um apoio que está institucionalizado, na própria constituição. A constituição reza que saúde é direito de todos e obrigação do Estado”, comentou.

Além do deputado Efraim Filho também participaram da agenda do ministro em João Pessoa os deputados federais Frei Anastácio (PT), Ruy Carneiro (PSDB), Julian Lemos (PSL), Wilson Santiago (PTB), Pedro Cunha Lima (PSDB), Damião Feliciano (PDT) e Edna Henrique (PSDB); e o senador José Maranhão. O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, e a secretária de Saúde do Estado, Claudia Veras, além de deputados estaduais e prefeitos de vários municípios.

Relacionadas