quarta, 25 de novembro de 2020

Saúde
Compartilhar:

Estudo aponta a ação do doce no cérebro humano

Ana Daniala Aragão com Agência Fapesp / 28 de fevereiro de 2016
Foto: Rafael Passos
A sensação de prazer proporcionada pelo consumo de um doce e o valor calórico desse tipo de alimento evocam vias diferentes do cérebro. Por isso, ao ter que escolher entre comer algo com sabor desagradável, mas calórico, e um alimento mais palatável, porém sem calorias, alguns animais vertebrados podem fazer a primeira escolha, priorizando energia para assegurar sua sobrevivência. Porém, não é novidade que consumir doces em excesso é prejudicial à saúde.

Segundo a nutricionista Heloísa Helena Espínola, substituir o doce por frutas é uma opção para manter a saúde em dia mesmo consumindo um alimento adocicado. A constatação é de um estudo realizado por pesquisadores da Yale University, nos Estados Unidos, em colaboração com o Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP) e do Centro de Matemática, Computação e Cognição da Universidade Federal do ABC (CMCC-UFABC). A pesquisadora Tatiana Lima Ferreira faz parte do estudo que foi publicado na edição on-line da revista Nature Neuroscience.

Leia a reportagem completa no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas