quarta, 25 de novembro de 2020

Saúde
Compartilhar:

Cuidado com a obesidade: JP é a 17ª capital com mais adultos com excesso de peso

Lucilene Meireles / 21 de fevereiro de 2016
Foto: Nalva Figueiredo
A mudança dos hábitos alimentares das crianças, com a inclusão de produtos industrializados e frituras, aliada a menos atividade física, resulta no aumento do peso, que reflete na fase adulta. Em escolas públicas e privadas da Capital, a reportagem constatou que elas estão se adequando para evitar o consumo destes alimentos com cardápios elaborados por nutricionistas e há o incentivo à prática de esportes. Mas, o problema está em casa e são os pais os responsáveis por iniciar a educação alimentar.

As escolas públicas de João Pessoa possuem cardápios elaborados semanalmente. As unidades desestimulam a ingestão de refrigerantes. As privadas aboliram o produto das prateleiras, conforme determina a Lei 10.431/15 e dão a opção de sucos naturais. Porém, ainda ofertam salgados fritos e assados.

Paulo Varandas, diretor de uma escola privada no bairro de Jaguaribe, disse que a escola possui um projeto de alimentação saudável, mas os alunos, especialmente os maiores, que decidem o que vão comer. “Os pequenos trazem frutas de casa e, dentro do projeto, eles até ajudam a preparar os lanches”, ressaltou.

Tem alimentos regionais

Na rede estadual da Paraíba, a reportagem visitou a Escola Padre Azevedo. Lá, o cardápio prima por uma alimentação saudável e balanceada para os alunos. Formulado por nutricionistas, conta com alimentos variados e regionais.

A aluna do 3º ano do ensino fundamental, Ana Júlia, 9 anos, disse que nunca falta merenda, mas ela não gosta muito da salada de frutas. Já Cauã, 6 anos, aluno do 2 º ano, gosta mais do cuscuz com carne.

Os pequenos garantem que a comida é muito boa e que não falta alimento. A coordenadora pedagógica da escola, Layra Fonseca ressaltou que a escola procura orientar o aluno a não levar lanche. “Se trouxer, que seja suco no lugar de refrigerante. Até nas nossas festas, servimos suco natural”, disse.

CARDÁPIO 

Nas estaduais

▶ Sopa

▶ Cuscuz

▶ Iogurte

▶ Risoto de frango

▶ Cachorro-quente

▶ Macarronada

▶ Munguzá

▶ Batata-doce

▶ Salada de frutas

▶ Sucos

Rede municipal

Nas escolas e Centros de Referência em Educação Infantil (Creis) de João Pessoa, o cardápio é elaborado por oito nutricionistas. A cada 15 dias, elas verificam os relatórios das escolas, feitos pela supervisão de alimentação de cada uma. “Trabalhamos com um cardápio variado, de acordo com a idade”, declarou Geórgia Pontes, coordenadora do setor de alimentação escolar, da Secretaria Municipal de Educação.

"As medidas das escolas são um primeiro passo, mas profissionais de nutrição têm que estar presentes e ensinar a reeducação alimentar. Os pais têm que mudar os hábitos de casa. Eles têm papel fundamental nesse processo. A solução começa em casa", alertou Heloísa Espínola, nutricionista.

Em Cabedelo

O Centro de Apoio Operacional às Promotorias da Educação do Ministério Público da Paraíba realizou, recentemente, inspeções em mais de 40 escolas de Cabedelo, Porém, o Caop não possui dados do Estado sobre denúncias relacionadas à merenda escolar. “Ainda não recebemos de nossos parceiros os relatórios referentes à merenda escolar”, afirmou a promotora Ana Carolina Coutinho.

Relacionadas