sexta, 18 de setembro de 2020

Saúde
Compartilhar:

Com problemas de infraestrutura, CRM interdita 11 PSFs no Estado

Ainoã Geminiano / 19 de setembro de 2015
Foto: Divulgação
O Conselho Regional de Medicina (CRM) interditou o atendimento médico em 11 unidades de saúde da família - nove na cidade de Santa Rita e duas em São Miguel de Taipu. As irregularidades encontradas pelos fiscais iam de prédios sem condições até medicamento com prazo de validade vencido. O resultado da fiscalização será encaminhado ao Ministério Público Estadual (MPPB), com pedido de abertura de inquérito civil público e ao Ministério da Saúde, para que faça uma revisão do repasse de verbas para estes municípios.

Segundo o diretor do fiscalização do CRM, João Alberto de Morais Pessoa, a situação em Santa Rita é considerada crítica porque, de 11 PSFs fiscalizados, nove foram interditados e um já estava fechado, por falta de profissionais e equipamentos. "Nos comunicamos os problemas à prefeitura, fizemos uma exposição de fotos e relatórios da fiscalização, na Câmara dos Vereadores, mas ninguém do governo municipal apareceu para dar uma satisfação", afirmou. A fiscalização foi feita no mês de agosto e, até ontem, o CRM esperava alguma resposta do município, o que não aconteceu e provocou a decisão pela interdição.

Além dos problemas com infraestrutura e equipamentos, o diretor de fiscalização relatou que os profissionais das unidades fiscalizadas estão enfrentando problemas com a remuneração. "Não encontramos médicos atendendo em nenhuma unidade e as equipes de enfermagem relataram um atraso de salários que já chega há três meses. Muitos deles já não estão mais indo trabalhar por conta disso", acrescentou.

Leia mais no Jornal Correio da Paraíba.

Relacionadas