terça, 20 de abril de 2021

Saúde
Compartilhar:

Aumento do número de partos por cesárea é alarmante

Júlio Silva / 16 de outubro de 2018
Foto: Reprodução
O volume de cesarianas quase dobrou no mundo em quinze anos e atingiu “proporções alarmantes” em alguns países, aponta estudo divulgado no periódico científico The Lancet.

A análise de dados de 169 países referentes ao ano de 2015, os mais recentes disponíveis, mostrou que a proporção de cesáreas no período cresceu de 16 milhões de nascimentos em 2000, 12% do total, para 29,7 milhões em 2015 (21%).

A República Dominicana é o país com mais cirurgias por parto, com 58,1%. No Brasil, 55,5% dos nascimentos são feitos por cesárea, mesma proporção registrada no Egito. Médicos dizem que, em muitos casos, o procedimento é injustificado.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), que na última semana lançou um conjunto de recomendações para reduzir o número de cesáreas desnecessárias, destaca que há 30 anos os especialistas consideram que a taxa ideal deveria oscilar entre 10% e 15%.

O Brasil introduziu políticas públicas para lidar com o problema recentemente, em 2015.

Cesarianas podem salvar a vida da mãe e do bebê, por exemplo, se um bebê está numa posição ruim no útero ou o trabalho de parto não está indo como esperado.

Jane Sandall, professora de ciências sociais e saúde da mulher na King’s College, em Londres, e autora de um dos três estudos publicados nesta edição da The Lancet, disse à BBC que o risco para mães e bebês pode ser de curto e longo prazo.

Relacionadas