sábado, 23 de fevereiro de 2019
Cidades
Compartilhar:

Reveja os fatos que marcaram a semana nas imagens do Jornal CORREIO

Redação / 19 de agosto de 2018
Osa fatos que marcaram a semana podem ser relembrados todas as segundas-feiras no Jornal CORREIO em sua versão on-line. Os leitores podem conferir aquelas fotografias que representam as notícias que mais repercutiram em todo o estado. Na semana que passou a violência na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e o afastamento do prefeito Dinaldinho Wanderley, de Patos, chamaram a atenção dos paraibanos. Os dias das fotos estão ordenados de acordo com a data da publicação e não do acontecimento.



Terça-feira. Quantos assaltos valem um diploma? Foi a pergunta feita na capa do Jornal CORREIO nesse dia. Seis assaltos em quatro dias. Esta foi a ‘meta’ dos bandidos na semana passada, ao passar pelo Centro de Tecnologia e Desenvolvimento Regional (CTDR) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. Nas semanas anteriores, este ano, aconteceu pelo menos uma ação violenta de bandidos nas ruas que circundam a instituição. Na manhã da segunda-feira (13), alunos protestaram para pedir soluções de combate à violência. Nalva Figueiredo registrou a situação no local.



Quarta-feira. O juiz convocado Carlos Eduardo Leite Lisboa determinou o afastamento do prefeito do município de Patos, Dinaldo Wanderley Filho (PSDB), conhecido como Dinaldinho, após ele ter sido denunciado pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) na ‘Operação Cidade Luz’, deflagrada no dia 2 deste mês, para investigar crimes de organização criminosa, corrupção ativa e passiva, desvio de recursos públicos, fraude em licitação e lavagem de dinheiro relacionadas a contratação de empresas para iluminação pública. A imagem é do arquivo CORREIO.



Quinta-feira. Uma travessia sob medo constante. É assim que se sentem os pedestres que precisam utilizar a passarela para atravessar o km 84 da BR-101, em Bayeux, na Grande João Pessoa. Sem manutenção, a estrutura já está tão danificada que uma parte do guarda-corpo desabou há cerca de uma semana. Para alertar os transeuntes do perigo de queda foram posicionados cones e fitas no local, mas o piso ao redor apresenta rachaduras, indicando que um novo pedaço da estrutura pode cair a qualquer momento. O clique é do repórter fotográfico Assuero Lima.



Sexta-feira. O Estádio Amigão ficou careca, mas foi por um bom motivo. Ele passa pelo processo de troca completa do seu gramado, que promete trazer uma qualidade de dar inveja a muitos campos Brasil a fora. O Amigão receberá uma grama do mesmo tipo da que é utilizada nas arenas que foram construídas para a Copa do Mundo no Brasil e do estádio Almeidão. A imagem ficou por conta da assessoria.



Sábado. Bombeiros fazem apresentação na Capital para comemorar 20 anos; chamadas falsas são o maior problema da corporação



Domingo. Pessoas transgêneros sofrem preconceito e são tidas como invisíveis em uma sociedade cada vez mais homofóbica.

Relacionadas