terça, 11 de maio de 2021

Religiosidade
Compartilhar:

Oração ajuda a refletir e fortalecer o emocional

Redação com assessoria / 15 de abril de 2017
Foto: Divulgação
Para muitos, a Semana Santa marca um período de maior espiritualidade. A data, que celebra a morte e ressurreição de Jesus, representa para os cristãos um momento de maior reflexão e oração.  Orar é uma expressão de fé. E, por estar presente em várias culturas e tradições religiosas, pode ser encarado como uma conversa, agradecimento, uma forma de alcançar graças e até mesmo como um momento de introspecção, tendo em comum o objetivo de se conectar com a espiritualidade.

Apoiar-se em crenças é um comportamento histórico e mundial. No Brasil há pouco mais de 140 religiões onde as orações, mantras e rezas fazem parte da vida dos seus devotos. Não é difícil encontrar pessoas que façam da oração algo essencial no seu dia a dia e ora por diversos motivos. A comerciante Maria do Socorro Ferreira é uma delas que faz disso uma rotina. “É algo natural e que eu faço várias vezes ao longo do dia. A oração me fortalece para os desafios do cotidiano, para superar momentos mais difíceis e também para agradecer pelas conquistas”, destaca. Para ela a oração também é fonte de força. “Sem dúvidas, é um hábito que me deixa mais segura e serena”, completa a comerciante.

O psicólogo do Hapvida Saúde, André Assunção, ressalta que estudos apontam ser importante acreditarmos em algo para buscar um apoio no quadro de uma patologia ou um problema. “Alguns autores afirmam que a fé, a oração e as várias formas de buscar ajudam na espiritualidade e no tratamento de sofrimentos pessoais. Dessa forma, a pessoa em questão terá a oportunidade de refletir e buscar uma paz interior”, diz o especialista.

Entretanto, André lembra que a Psicologia, por ser uma ciência, não busca na espiritualidade a resolução de problemas. Mesmo assim ele considera válida a liberdade de cada um escolher qual caminho seguir, pois “a pessoa precisa saber o que lhe traz paz, o que lhe conecta com o mundo e com a sua própria dor. Sendo assim, a oração, a busca por um apoio pode ajudar nesse processo. Assim como buscar apoiar-se na família, amigos ou um profissional qualificado”, destaca André Assunção.

Oração ajuda a superar o luto

Na cultura ocidental a morte está automaticamente ligada à dor. Vivenciar o processo de luto em uma sociedade na qual ela ainda é um tabu pode ser uma experiência solitária. No entanto, psicólogos defendem que esse é um ciclo imprescindível e, ao contrário do que muitos pensam, não se trata de esquecimento, mas de adaptar-se a uma nova realidade.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconhece a importância da inclusão de cuidados espirituais para pacientes em estado terminal e suas famílias desde 2008. Segundo estudos divulgados pela OMS, estes cuidados amenizam o desgaste emocional causado pela eminente dor da perda. “A morte é um momento que traz à tona muitos questionamentos. Além de alimentar o lado espiritual, orar também é um momento de reflexão, um elemento importante para que as pessoas processem o ocorrido e consigam adaptar-se às mudanças causadas pela perda”, explica Mariana Simonetti, psicóloga do luto do Morada da Paz.

Segundo a especialista, a quebra de vínculo causada pelo falecimento de um familiar ou amigo faz com que muitas pessoas busquem a espiritualidade. “A perda de alguém é um momento de fragilidade emocional. É natural que muitos busquem na oração o conforto que precisam e vários profissionais reconhecem que ela funciona como um cuidado para as pessoas enlutadas”, detalha Mariana.

Relacionadas