terça, 20 de abril de 2021

Religião
Compartilhar:

Procissão de Nossa Senhora é marcada por sacrifícios

Lucilene Meireles / 08 de dezembro de 2016
Foto: ASSUERO LIMA
A procissão de Nossa Senhora da Conceição, realizada nesta quinta-feira, no bairro do Varadouro, em João Pessoa, foi marcada pelo sacrifício feito por alguns fiéis. Seja pela idade ou pela dificuldade de locomoção, eles demonstram que são movidos pela fé e nada impede que participem do evento religioso. A concentração começou às 7h, no Adro da Igreja de São Frei Pedro Gonçalves, Centro Histórico da Capital. Em seguida, o cortejo seguiu para o trapiche do Porto do Capim, de onde a imagem seguiu em barqueata pelo rio Sanhauá até a ‘Ilha da Santa’, no município de Cabedelo, onde foi celebrada uma missa pelo padre Antônio Maria Guerin.

Este ano, a Festa de Nossa Senhora da Conceição teve como tema “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!”. E a alegria não faltou para a dona de casa Vitória Maria Fidélis. Mesmo se deslocando numa cadeira de rodas, ela não desanimou diante da falta de acessibilidade à igreja. Com a ajuda do marido, subiu as escadas e demonstrou sua fé. “Só não vou até o rio, porque a dificuldade é maior, mas vim participar dessa primeira parte. Pela minha fé, sinto como se estivesse indo até lá. Aqui, agradeço pelas bênçãos e por acordar todos os dias”, declarou.

Outro exemplo de força foi o da aposentada Hercília de Castro Nunes. Aos 86 anos e com a saúde debilitada, ele contou com o apoio do filho para cumprir o ritual de orações na Igreja, onde a Santa foi adornada antes de ser carregada até as margens do rio. “Faço questão de vir e agradecer por tudo”, resumiu. O produtor cultural Hermany Cruz, filho da idosa, é o responsável por acompanhá-la. Ele também aproveitou o momento para renovar sua fé. “Quando eu era criança, tinha asma e meu pai fez uma promessa para que eu fosse curado. Todo ano, carregava o andor de Nossa Senhora da Penha. Com isso, me mantive na Igreja Católica e a minha fé vem desde a infância”, declarou.

A programação também aconteceu no período da tarde. Às 16h, os fieis participaram de uma procissão saindo da igreja Matriz, na rua São Miguel, seguindo pela Praça da Pedra, e pelas ruas Cruz Cordeiro, Alice Caldas, Rua da República e Visconde de Itaparica, retornando para a Matriz, onde foi celebrada uma missa.

Relacionadas