sexta, 19 de abril de 2019
Cidades
Compartilhar:

População da cidade de Patos reclama de cães nas ruas

Wênia Bandeira / 18 de janeiro de 2019
Foto: Cícero Araújo
“O comum é ter que mudar de calçada ou até andar no meio da rua para fugir dos cachorros. São muitos bichos que muitas vezes dão medo”. A declaração é do motorista Denis de Sousa, morador da cidade de Patos, localizada no Sertão paraibano, que reclama do número de cachorros de rua. A Prefeitura do município garante que o controle de doenças é feito regularmente.

De acordo com Denis, os animais são violentos e aparentam ter doenças. “Não têm uma boa aparência e parecem raivosos. Minha esposa outro dia teve que andar no meio de uma avenida para não ser mordida”, contou o motorista.

O secretário Municipal de Agricultura, Eduardo Rabai, afirmou que a população canina vem crescendo nas ruas de Patos em razão da ação de pessoas de cidades vizinhas. Ele falou que os animais costumam ser soltos intencionalmente.

“Já foram flagradas pessoas soltando um pacote de 20 cachorros de uma vez. Estamos desconfiando que estão vindo de outros municípios e ‘despejando’ esses animais para Patos tomar conta”, declarou o secretário.

Ele disse que a Prefeitura tem tomado providências, mas que não tem condições de manter os bichos presos. “Nós temos um espaço que está disponibilizado como canil, mas não podemos manter os animais, então tratamentos as doenças e soltamos de volta para convívio nas ruas”, explicou.

Eduardo informou que o canil tem atualmente 250 cães e 50 gatos em tratamento de enfermidades. A última captura de animais de rua foi realizada há seis meses e ele prometeu que a próxima acontecerá até o fim do mês. WB

Relacionadas