quinta, 21 de março de 2019
Policial
Compartilhar:

Mortes violentas caem 5,76% na PB e governo anuncia batalhão

Halan Azevedo / 01 de fevereiro de 2019
Foto: Francisco França/Secom-PB
Medo. Essa é a palavra de ordem nas ruas entre os cidadãos paraibanos. Medo de ser vítima de assalto, estupro, latrocínio (roubo seguido de morte), sequestro relâmpago, e muitos outros tipos de crimes. E não é à toa. Os números da criminalidade são altos na Paraíba e, embora o Anuário da Segurança Pública, divulgado ontem durante reunião de monitoramento do Governador do Estado com os gestores de Segurança Pública, mostrar redução nos últimos dez anos, os dados ainda assustam. Em uma década, a soma de CVLIs é de 14.404.

Somente em 2018 foram 1.210 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). Uma média de 100 por mês. Em comparação com 2017, quando foram registrados 1.284 casos, houve uma diminuição de 5,76%. Nas duas maiores cidades paraibanas, Campina Grande e João Pessoa, o total foi de 342 no ano passado, sendo 95 na Rainha da Borborema e 247, na Capital.

Apesar da sensação de insegurança, é o sétimo ano consecutivo em que a Paraíba registra redução no número de crimes violentos que são os homicídios dolosos ou qualquer outro crime doloso que resulte em morte. Em 2016 foram 1.322 casos; 1.502 em 2015; 1.513 em 2014; 1.537 em 2013; 1.542 em 2012; 1.680 em 2011; 1.563 em 2010 e 1.251 em 2009.

Esforço. De acordo com o governador João Azevêdo, os dados apresentados demonstram a força da política de segurança pública implantada no Estado nos últimos anos, com destaque para janeiro deste ano, quando foi registrada uma redução significativa no número de assassinatos. “Graças ao esforço de todo time que faz a segurança do Estado, tivemos reduções significativas em todos os segmentos que analisamos; seja de roubos a bancos a assassinatos. Nós temos a responsabilidade, cada vez maior, de continuar investindo para que esses números sejam reduzidos cada vez mais”, ressaltou.

Batalhão Motorizado. Além da implantação dos Centros de Comando e Controle em várias regiões do Estado, o chefe do Executivo estadual também anunciou, na oportunidade, a criação do Batalhão Motorizado que pretende dar agilidade à polícia no combate ao crime. “Esse conjunto de ações permitirá que a Paraíba se mantenha como Estado do Brasil que mais reduziu crimes de CVLI, que mais reduziu crimes contra a mulher, que mais reduziu crimes no Nordeste; isso é o que interessa dentro de uma política de segurança como essa que tem demonstrado resultados”, destacou.

O governador ainda garantiu continuar as reuniões com a Segurança do Estado para potencializar o combate à violência.

Relacionadas