segunda, 10 de dezembro de 2018
Policial
Compartilhar:

Menina desaparecida por 18 dias é encontrada em Pernambuco

Katiana Ramos / 28 de março de 2018
Foto: Reprodução
Com arranhões pelo corpo, cansada e faminta. Esse era o estado da menina Nicole Paiva, de sete anos, que foi levada de João Pessoa no último dia 9, e encontrada nessa terça-feira (27) em um sítio, na zona rural de Salgueiro, em Pernambuco.

Ainda nessa terça-feira (27) a tarde uma equipe do Grupo de Operações Especiais (GOE) e a mãe da menina foram até Salgueiro e devem retornar a João Pessoa na madrugada desta quarta-feira (28).

“Ela contou que ficou alguns dias dentro de matas com o suspeito. Em outros dias eles pegavam carona, seguiam a pé pela estrada e pela zona rural. Nessa terça (27) mesmo (segunda-feira), ela contou que eles pegaram carona com um taxista, em Pernambuco, até a zona rural de Salgueiro e chegaram a esse sítio, que é do irmão do suspeito. Ele mandou a criança bater na porta para pedir comida e água. Foi quando os familiares identificaram que era a menina que estava sendo procurada e esconderam a criança em casa. O suspeito ainda tentou levar ela, mas quando viu que não iria conseguir, fugiu do local”, detalhou o delegado de Salgueiro, Ribamar Nunes.

Ele revelou que foram os parentes do acusado que procuraram a delegacia de Penaforte (CE), cidade vizinha a Salgueiro, para denunciar o acusado e informar sobre a criança. A partir disso, a Polícia Civil do Ceará articulou o retorno da menina com as Polícias Civil de Pernambuco e da Paraíba.

“Imediatamente nós fomos de encontro à criança e procuramos o conselho tutelar e ela foi levada para fazer exames de corpo de delito no hospital de Salgueiro para saber se foi abusada pelo suspeito e o estado geral de saúde”, acrescentou o delegado.

O acusado. Até o fechamento desta edição, Maécio Damascena Silva, de 27 anos, continuava foragido. Segundo familiares, ele teria fugido a pé na noite da última segunda-feira para uma área de mata da zona rural de Salgueiro.

Em uma entrevista coletiva realizada nessa terça-feira (27), a delegada de Repressão aos Crimes contra a Infância e Juventude da capital, Joana D’Arc Sampaio, informou que o acusado responde processo por violência doméstica, em Salgueiro, e já respondeu por roubo, no município de Barbalha (CE). A Polícia Civil pede que se alguém souber do paradeiro do acusado informe o caso pelo Disque Denúncia, por meio do número 197.

Com prisão preventiva decretada desde o último dia 21, segundo Joana D’Arc, inicialmente o acusado deve responder por sequestro. “Primeiro ele vai responder por sequestro. Dependendo do estado da menina, dos exames sexológicos, aí saberemos do restante”, informou Joana.

Mãe conhecia suspeito

A Polícia Civil ainda investiga o que teria motivado o suspeito a seqüestrar Nicole Paiva e a relação entre a mãe da menina, Ana Maria de Paiva, com ele. À Polícia, a mãe da criança relatou que o homem teria seqüestrado a menina por vingança porque ela não teria deixado ele se relacionar com uma outra filha dela, de 16 anos. “Ela fala em vingança por conta da história com essa filha. Ela (Ana Maria) havia conhecido ele há uns 10 anos, em Pedras de Fogo, e lá surgiu esse suposto parentesco. Perguntei a ela como, depois desse tempo, ele teria encontrado a casa dela em João Pessoa. Ela apenas disse que ele chegou no bairro, foi se informando e chegou à residência”, esclareceu a delegada.

Relacionadas