segunda, 25 de janeiro de 2021

Policial
Compartilhar:

Em três meses, cinco são presos acusados de estupro na Paraíba

Aline Martins / 11 de fevereiro de 2017
Foto: Divulgação
De novembro do ano passado até janeiro deste ano, a Polícia Civil prendeu cinco pessoas acusadas de estupro no Estado. No entanto, nem todas as mulheres que são vítimas de estupro, ou seja, que procuram as unidades de saúde, por exemplo, vão às delegacias denunciar. O medo de julgamentos e também dos agressores impedem a denúncia. Na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), da região Norte, se registrou 23 ocorrências no ano passado, 16 pessoas respondem pela autoria e um foi preso.

Em relação às prisões efetuadas no Estado em três meses, a Polícia Civil prendeu um homem no município de Esperança acusado de estuprar 11 mulheres. Também foi registrada uma prisão em Pombal (Sertão) de um homem de 32 anos. Em Campina Grande três homens foram presos, sendo que um era acusado de 35 estupros na região do Brejo e o outro de praticar violência sexual contra uma sobrinha de 9 anos de idade.  A mais recente prisão foi na semana passada, em Bayeux. Um inspetor de uma escola cometeu o crime em 2011 e só agora foi foi preso.

A subcoordenadora das Deams na Paraíba, Renata Matias, disse que o medo ainda é o g rande inibidor da denúncia. “O principal medo na questão da situação da violência sexual é que ainda existe o preconceito quando a mulher vai lá e o pessoal pergunta o que se estava fazendo antes, onde estava. Então ela tem esse medo do julgamento dos outros”, afirmou.

 

Relacionadas