quinta, 26 de novembro de 2020

Policial
Compartilhar:

Delegado da Polícia Civil é preso em flagrante com carro roubado em João Pessoa

Bruna Vieira / 13 de fevereiro de 2017
Foto: Divulgação
Na tarde do último sábado, um Ecosport roubado foi encontrado em posse do delegado José Guedes Sobrinho, da 11ª Delegacia Distrital de João Pessoa. Segundo o relatório da Polícia Civil, durante uma ronda no bairro do Bessa, o carro foi visto parado em uma residência na Rua Venceslau Braz. Em consulta ao Sinesp, não havia nenhuma restrição, porém, ao chegar mais perto, foi possível verificar um número no vidro, que seria do chassi e confirmou que o carro era roubado. A dona da casa foi perguntada pela polícia e disse que o carro “dormia lá de vez em quando”, mas, não era dela. Enquanto conversava com os policiais, um rapaz se aproximou e disse que o carro era do delegado. Ao chegar, José Guedes se identificou e disse que o automóvel foi apreendido e estava aguardando perícia. Carro, moradora e delegado foram à Central de Flagrantes para esclarecer o fato.

O delegado Leonardo Formiga,  que realizou a prisão, disse que estava de plantão e fez a autuação do José Guedes . "Esse é o meu trabalho. Fiz a autuação, porque era o meu plantão, mas poderia ser qualquer outro colega. Não posso dar detalhes do inquérito, pois a secretária de segurança irá se pronunciar sobre o caso no momento cabível", afirmou  Leonardo Formiga.

Indignação

O delegado Leonardo Formiga afirmou que um veículo de comunicação publicou uma reportagem como se ele tivesse sido preso suspeito de corrupção, quando na verdade ele foi o delegado que lavrou o flagrante. " Essa notícia rodou o Brasil e jogou meu nome na lama. Estou em estado de choque com tudo que aconteceu, nas redes sociais são ataques e mais ataques de toda natureza. Depois que essa reportagem foi publicada a minha paz e a  da minha família acabou", afirmou emocionado  Leonardo Formiga.

O delegado disse ainda que sua família está muito abalada devido a notícia de sua prisão.  "Essa informação circulou em todo o país e meus famílias ligaram de todos os lugares.  Meu pai está acamado e muito doente, minha mãe tem idade avançada e ligou para mim em estado de choque querendo saber informações minhas. Pessoas de outros estados me ligaram. Nas redes sociais os comentários foram os piores possíveis sobre a minha pessoa, depois da divulgaçã0 errônea da minha prisão. Minha carreira, minha história na polícia foi jogada no lixo; A  minha imagem foi totalmente maculada em questões de minutos. Não há nada que possa reparar o dano que sofri com isso", desabafou Leonardo Formiga.

Relacionadas