quarta, 19 de dezembro de 2018
Cidades
Compartilhar:

Pesquisa põe JP e CG entre as mais violentas do mundo

Ainoã Geminiano / 10 de março de 2018
Foto: Reprodução
pesquisa-poe-jp-e-cg-entre-as-50-cidades-mais-violentas-do-mundo
Todos os anos a ONG mexicana Conselho Cidadão pela Seguridade Social Pública e Justiça Penal apresenta uma relação das cidades mais violentas do mundo. A nova edição do estudo, divulgada esta semana, baseada no número de homicídios do ano de 2017, colocou João Pessoa e Campina Grande entre as 50 cidades com maiores taxas de homicídios do planeta. O estudo é baseado em dados oficiais divulgados pelos governos locais e nacionais. Com relação ao ranking anterior, João Pessoa melhorou 13 posições, passando para a 30ª colocação. Já Campina Grande havia saído do ranking e retornou na edição deste ano, na 47ª posição.

O Nordeste é a região do país que abriga o maior número de cidades violentas. Das nove capitais do Nordeste, oito aparecem no ranking, onde só não está São Luiz (MA). Dos oito estados nordestinos citados, apenas Bahia e Paraíba têm mais de uma cidade entre as 50. O estudo não faz análise das características da violência em cada cidade. No caso das cidades que têm oficialmente reconhecida uma região metropolitana, a pesquisa leva em conta os dados das cidades que compõem a região.

Com base na metodologia das regiões metropolitanas, os dados de João Pessoa foram somados aos assassinatos ocorridos também nas cidades de Bayeux, Santa Rita, Cabedelo e Lucena. Com isso, a capital paraibana é detentora de uma taxa de 49,17 assassinatos por cada 100 mil habitantes, ficando à frente de regiões mais populosas do mundo como Detroit e New Orleans (EUA), Durban (África do Sul), e Cúcuta (Colômbia), além de diversas cidades de Honduras, México, Porto Rico e Venezuela.

Já Campina Grande aparece com uma taxa de 37,29 assassinatos para cada 100 mil habitantes, resultado de 153 homicídios em 2017. A cidade paraibana ficou à frente de Teresina (PI), Vitória (ES) e Cúcuta (Colômbia) no grupo das 50 mais violentas do mundo.

Na apresentação, os responsáveis pela pesquisa dizem que o objetivo do ranking é "chamar a atenção para a violência nas cidades, particularmente na América Latina, para que os governantes possam se ver pressionados a cumprir o dever de proteger os cidadãos, garantindo o direito de segurança pública". Procurado pela reportagem do Correio, o secretário executivo de Segurança da Paraíba, Jean Nunes, afirmou que a secretaria vai analisar os dados para poder e posicionar. “Conheço a organização que fez o estudo, mas ainda não cheguei a ver o documento atual”, afirmou.

As capitais nordestinas entre as 50 mais:

 

































































































POSIÇÃOCIDADETAXA DE HOMICÍDIOS
Natal (RN)102,56
Fortaleza (CE)83,48
14ªMaceió (AL)63,94
18ªAracaju (SE)58,88
22ªRecife (PE)54,96
25ªSalvador (BA)51,18
30ªJoão Pessoa (PB)49,17
48ªTeresina (PI)37,05


 

Relacionadas