quarta, 25 de novembro de 2020

Cidades
Compartilhar:

Ministro anuncia novas medidas contra o Aedes e Saúde dará repelentes a grávidas

Folhapress / 10 de dezembro de 2015
Foto: Diego Nóbrega
A distribuição de repelentes para as grávidas se protegerem do mosquito Aedes, anunciada ontem pelo ministro da Saúde, Marcelo Castro (PMDB), pode nem chegar a ocorrer. O Exército Brasileiro, que seria o responsável por produzir o produto, segundo Castro, afirmou, por meio de nota, “que não há previsão de fabricação ou distribuição de repelente para o SUS”.

Em evento ontem em um hotel em São Paulo, Castro afirmou que a decisão de usar o laboratório do Exército para produzir os repelentes foi tomada na noite de terça-feira. “Assim que voltar a Brasília, vou cuidar disso”.

O laboratório do Exército localizado no Rio de Janeiro, com 200 anos de história, produz substâncias contra a picada de mosquitos para suas tropas. O produto também chegou a ser usado por forças de paz da ONU.

De acordo com Castro, que é psiquiatra de formação, a única forma de controlar a epidemia de microcefalia associada ao vírus Zika, transmitido pela picada do Aedes, é se proteger do inseto.

Leia mais no Jornal Correio da Paraíba.

Relacionadas