terça, 24 de novembro de 2020

Cidades
Compartilhar:

Mar de poluição: sem condições para banho, praias da Capital não têm sinalização

Wênia Bandeira / 23 de novembro de 2015
Foto: Nalva Figueiredo
Na praia de Manaíra, ontem, banhistas se divertiam na água e na areia, mas se surpreenderam ao serem informados pela reportagem que a área estava poluída. Toda a extensão de Manaíra, além de um trecho da Praia do Jacaré, em Cabedelo, foram consideradas impróprias para banho. O alerta vale por uma semana.

O carpinteiro Luis Carlos da Silva, 27 anos, aproveitou o dia de sol para levar a filha, de três anos, para tomar um banho de mar. Ele se assustou por saber que estava expondo a criança ao perigo. “Eu estava com ela lá dentro, uma onda forte bateu e ela bebeu dessa água. Eu não sei o que fazer agora”.

Já a dona de casa, Neves de Santana, 50 anos, tomava banho de sol na areia e comemorou ter chegado mais tarde. “Que bom que eu demorei hoje para vir para cá, ainda não entrei na água”, falou completando que não sabia que a área estava imprópria. “Não tem placa, nenhum aviso. Fica difícil saber”.

A colocação de placas é de responsabilidade da Sudema. A redação do Jornal Correio tentou contato com a superintendência, mas até o fechamento desta edição, não foi atendida.

Por toda a orla, existem várias galerias para escoamento da água pluvial. De acordo com a secretária de Meio Ambiente, Daniella Bandeira, existe a suspeita de que ligações clandestinas estejam sendo feitas para estas galerias.

Leia mais no Jornal Correio da Paraíba.

Relacionadas