terça, 22 de outubro de 2019
Cidades
Compartilhar:

Mangabeira e Centro lideram acidentes em JP

Lucilene Meireles / 21 de março de 2019
Foto: Assuero Lima
Mangabeira foi o bairro com maior número de acidentes em João Pessoa em 2018. Só na localidade, foram mais de 500 ocorrências registradas pelos órgãos de trânsito. De acordo com o levantamento, os dez locais considerados pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) como os mais críticos na cidade concentraram quase metade – 43% - do total de notificações no ano passado. A grande movimentação de veículos, aliada à falta de atenção dos condutores, estão entre as causas dos desastres.

Os locais de maior ocorrência em Mangabeira foram o cruzamento da Avenida Josefa Taveira, a principal via do bairro, com a Rua Elias Pereira de Araújo, e a Avenida Hilton Souto Maior, na rotatória do antigo Centro de Atenção Integral a Criança e ao Adolescente (Caic). O bairro somou o maior percentual, totalizando 9% dos acidentes.

“Tanto a grande quantidade de veículos que circulam no bairro, quanto a falta de cuidado dos condutores tem relação ao alto número de ocorrências. Mangabeira é o bairro mais populoso de João Pessoa e existe a junção de alguns fatores: a frota grande, o bairro populoso, e também a desatenção dos motoristas”, destacou Cristiano Nóbrega, diretor de Operações da Semob.

Além disso, segundo ele, são muitas ruas, o que dificulta a fiscalização. Porém, os cuidados e o respeito às leis de trânsito valem para todos os locais. “A recomendação em qualquer ponto onde transitar é ter mais cautela e cuidado ao dirigir. É preciso lembrar que existem as punições, multas, pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) É fundamental que tanto condutor e também o pedestre tenham a devida a atenção ao conduzir e ao caminhar, atravessar”, alertou.

Centro em segundo lugar. De acordo com o levantamento, o segundo lugar em número de acidentes é o Centro da Capital, uma das áreas mais movimentadas da cidade. Os pontos onde foram feitos mais registros foram os cruzamentos da Avenida Dom Pedro II com a Avenida Tabajaras, e da Pedro II com a Avenida Princesa Isabel.

Na terceira posição, vem o bairro do Cristo. O local de maior ocorrência é na altura do Viaduto do Cristo, por onde passam os veículos que seguem para Mangabeira, Bancários e ainda dá acesso ao município de Cabedelo.

De acordo com a capitã Waldirlane Portella dos Santos, do BPTran, os acidentes acontecem porque os motoristas desobedecem ao artigo 169 do Código de Trânsito Brasileiro. “O artigo diz ser infração dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis com a segurança, o que engloba ações como dirigir em alta velocidade ou usando o celular, entre diversas outras”, ressaltou.

Os números foram repassados pela Semob e têm como base informações de seus agentes e do Departamento de Medicina Legal (DML), Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Hospital de Emergência e Trauma (HTSHL).

Punições



O motorista que desrespeitar as leis de trânsito não fica impune. “Os policiais militares que são agentes de trânsito confeccionam o Boletim de Acidente de Trânsito que, a partir de 2014, passou a ser descritivo. Antes, era conclusivo, mas atualmente o parecer de culpabilidade do acidente está com o Juiz de Direito que analisa o Boletim e, por vezes, convoca um perito e arbitra a pena”, explicou a capitã Portella.

5.769



É o total de acidentes registrados em João Pessoa pelos órgãos de trânsito em 2018. Destes, 2.468 ocorreram nos dez locais com maior número de ocorrências.

 

Relacionadas