sábado, 16 de janeiro de 2021

Luto
Compartilhar:

Amigos prestam homenagens a Cristovam Tadeu

Rammom Monte / 08 de abril de 2017
Foto: Divulgação
Artistas, amigos e admiradores prestaram homenagens nas redes sociais ao ator, humorista e chargista Cristovam Tadeu, que morreu na manhã deste sábado (8) em João Pessoa. Cristovam foi encontrado morto em seu apartamento. Ainda não se sabe o motivo da morte, mas a principal suspeita é que tenha sido uma parada cardíaca. O velório está previsto para acontecer às 16h na na Central de velórios São João Batista, no bairro de Tambiá, em João Pessoa, mas ainda depende da liberação do corpo.

Amigo de Cristovam, o também humorista Marcelo Piancó comentou que o ator estreou em 1980, no programa Sorriso, da TV Bandeirantes. Também passou pelo teatro. “Participou de programas como o Show do Tom, da Ana Hickmann. Também foi cartunista e chargista dos principais jornais da Paraíba como o Correio da Paraíba, A União e O Momento. Apresentou programas de rádio como o da FM Universitária onde iniciou a carreira e faleceu sendo o diretor de Programação e Artístico da Rádio Tabajara AM e FM”, comentou, destacando que a amizade teve início na Universidade Federal da Paraíba quando cada um fazia um curso diferente, um na área de humanas e o outro, na de exatas

Nas redes sociais, foram inúmeras homenagens. O ator Edilson Dias Fernandes lamentou o ocorrido e lembrou dos momentos juntos que teve com o humorista e de sua obra.

A cantora Gracinha Telles também homenageou Cristovam. “Que notícia triste, nosso querido amigo e grande humorista Cristovam Tadeu,nos deixou,mas foi para um lugar especial no Céu. Vai com Deus amigo!”, postou.

O também cantor Erick von Sohsten postou a seguinte mensagem: “Um dia sem graça! A partida inesperada do velho amigo e companheiro de tantos palcos Cristovam Tadeu me deixou sem ação. Um cara que conheço desde a adolescência, morávamos no mesmo bairro e nos víamos muito. Ano passado fomos,eu e minha esposa, convidados para almoçar com ele e sua doce filha Luana em seu apartamento no ed. Caricé, tivemos uma bela tarde de muito papo sadio, risadas e boa companhia. Nem sei o que dizer, mas peço aos anjos que o levem pela mão ao lugar mais alegre e engraçado que houver no céu. Vai com Deus irmão!”.

O músico Milton Dornellas compartilhou uma foto em que aparecia ao lado de Cristovam em um bloco carnavalesco no ano de 1998. E escreveu a seguinte mensagem: “Cristovam Tadeu nos deixou, seu coração bobo nos contou uma piada sem graça.”

O músico e ex-vereador Eduardo Fubá também foi mais um a prestar homenagem a Cristovam. Em poucas palavras, o ex-presidente do maior bloco carnavalesco da Paraíba, Muriçocas do Miramar, disse que o legado de Cristovam Tadeu “permanecerá em nossos corações...”.

O também humorista Pescocinho da Paraíba disse que o sábado amanheceu mais triste. “Vai com Deus meu amigo, irmão dos palcos da vida. Saudades eternas”, postou.

Outro a prestar uma homenagem foi o poeta Merlanio Maia, que lamentou a perda de Cristovam e escreveu o seguinte poema:

“Nossa terra está mais triste

Mais sisuda, falta a parte

De um sopro bem cristovano

Do humor crítico e da arte

Do mago visionário

Que foi extraordinário

Na forma como viveu

Fez do riso uma cultura

Sem ele a vida e mais dura

Adeus, Cristovam Tadeu!”.

Notas oficiais

O governo da Paraíba e o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, emitiram notas de pesar sobre o falecimento de Cristovam Tadeu.

A Secretaria de Estado da Comunicação Institucional expressou todo o pesar pelo falecimento dele e relembrou sua trajetória na comunicação e produção artística e cultural do Estado.

“Que Deus conforte toda a família e amigos. E o receba de braços abertos. Tal qual o próprio Cristovam gostava de se apresentar sempre”, escreveu.

Já o prefeito Luciano Cartaxo, lamentou sua morte e lembrou de personagens e imitações do humorista paraibano. “Aos seus familiares, amigos, colegas de trabalho e admiradores deixo o meu profundo sentimento de solidariedade e desejo-lhes toda a força e paz necessária neste momento de pesar. A Paraíba hoje se veste de luto e o humor fica mais pobre”, finalizou.

Relacionadas