domingo, 21 de julho de 2019
Cidades
Compartilhar:

Justiça bloqueia R$ 550 mil da empresa Aliança

Wênia Bandeira / 16 de março de 2019
Foto: Divulgação
A empresa Aliança Comunicação e Cultura teve o valor de R$ 550 mil bloqueado em sua conta após decisão judicial assinada pela juíza Ana Carmem Pereira. A quantia é destinada para possível pagamento de indenização aos familiares de um rapaz assassinado dentro do Parque do Povo, durante o Maior São João do Mundo, em 2017.

Segundo o despacho, o valor corresponde à metade do que é atribuído a causa. A decisão se deu em razão do envolvimento da empresa em possíveis crimes que teriam sido praticados entre 2002 e 2010 através de contratos com o Sistema S, que está em investigação na operação fantoche, da Polícia Federal.

A juíza explicou que a investigação e a prisão de seu administrador, Luiz Otávio Vieira da Silva, provavelmente refletirá na própria situação financeira da empresa. Com isso, achou por bem bloquear a quantia para o caso de ganho de causa da ação de indenização por danos morais.

“... provavelmente refletirá na própria situação financeira da empresa, senão perda de bens, propriamente dito, ao menos prejuízo financeiro ante a mancha em sua credibilidade causada pela investigação criminosa de que envolvida, que ao tempo do provimento final, caso procedente o pleito autoral, possivelmente dificultará a execução da condenação. Dito isto, vislumbro a presença do perigo de dano ou risco ao resultado útil do processo”, diz a magistrada em sua decisão.

Os autores pediram também o bloqueio da outra metade da causa nas contas da prefeitura municipal de Campina Grande. Como a Prefeitura Municipal de Campina Grande não é investigada na operação, Ana Carmem Pereira indeferiu o pleito.

Relacionadas