segunda, 16 de setembro de 2019
João Pessoa
Compartilhar:

Prefeitura de João Pessoa vai revisar projeto e pier pode ter parapeito

Lucilene Meireles / 14 de junho de 2016
Foto: Nlava Figueiredo
O Parque Solon de Lucena, entregue no domingo, foi aprovado pela população, mas um detalhe está sendo questionado: a falta do parapeito no píer. A Prefeitura explicou que o Parque é tombado pelo patrimônio histórico e a obra foi executada da forma como os órgãos de proteção ao patrimônio aprovaram. Ainda assim, o Município diz que vai tentar convencer esses órgãos da necessidade do complemento do píer. O local será o ponto de embarque para pedalinhos, cuja licitação deve ser aberta nos próximos dias.

“Vamos rediscutir a questão do parapeito com o Iphaep (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico da Paraíba). Se for aprovado, executaremos”, declarou a secretária de Planejamento de João Pessoa, Daniella Bandeira. A PMJP deve usar os pedidos da população por mais segurança no píer como argumento.

Outro ponto observado pelas pessoas é a ausência do deck de contemplação, no formato de meia-lua, anunciado no projeto. Sobre isso, secretária explicou que a ideia também não foi autorizada pelo Iphaep. “Construímos o que foi autorizado e não há mais obra a ser executada na Lagoa. Havia propostas diferentes, mas durante o processo de aprovação temos que seguir o que dizem o Iphan e o Iphaep”, esclareceu. Ela destacou que o píer vai funcionar como ponto de embarque e desembarque dos pedalinhos, mas também poderá ser utilizado para contemplação.

A nova fonte só vai começar a funcionar no dia 5 de agosto. De acordo com a Prefeitura de João Pessoa, houve problema nas ligações subaquáticas, impedindo a ligação imediata, junto com a inauguração. O Parque da Lagoa tem uma administração independente e conta com serviços de manutenção permanente. “Vamos fazer tudo para que o Parque tenha o melhor uso e conservação”, afirmou Américo Cabral, administrador do local.

Ontem, no Parque, havia guardas municipais e policiais militares, que atuam na segurança; além de agentes cidadãos, que são responsáveis por prestar informações à população e aos visitantes; e agentes de trânsito, para impedir a circulação de motocicletas.

Esgoto. Diferente do que prometia o projeto, há esgoto sendo despejado na Lagoa. Embora o anel sanitário esteja funcionando, conforme a secretária de Planejamento, Daniella Bandeira, a prefeitura detectou o problema e acionou a Cagepa para identificar a origem e tomar providências.

“As galerias pluviais são de responsabilidade da prefeitura. Já esgotos são com a Cagepa. Há multa para ser aplicada, caso o problema não haja resolução, e o valor varia conforme o dano”, observou. Ela explicou que o anel sanitário impede que o esgoto que corre nas galerias da Cagepa deságuem dentro da Lagoa.

NF---Lagoa-aberta-ao-publico-pier-inacabado-CIDADES-(67)

Estacionamento no anel externo

 

Quem vai para o novo Parque Solon de Lucena, durante a semana, poderá estacionar no anel externo da Lagoa, nos fins de tarde. A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) está ampliando a Zona Azul para vias próximas, aumentando as opções de estacionamento.

“Estamos iniciando a implantação na rua por trás do INSS. A via que fica em frente ao Mercado Central e dava acesso a uma parada de ônibus na Lagoa foi aberta e também será incluída, entre outras. Está sendo feito um levantamento para saber as possíveis ruas que serão Zona Azul. Na Lagoa, o estacionamento será livre”, afirmou.

Relacionadas