sexta, 18 de setembro de 2020

João Pessoa
Compartilhar:

Paraíba apresenta índices extremos de radiação ultravioleta

Bruna Vieira / 07 de setembro de 2015
Foto: Rafael Passos
Este mês os índices de radiação ultravioleta serão extremos na Paraíba, segundo a Aesa. A exposição ao sol é um dos fatores de risco para o câncer de pele, o mais comum em todo o mundo. Mas para o dermatologista Otávio Lopes, não basta utilizar protetor solar, é preciso usar roupas adequadas. A primaverera começa dia 23,

Rodrigo Bernardo está atento aos cuidados com a pele. “ O sol é mais intenso nessa faixa do planeta. Também trabalho como guarda municipal em motopatrulhamento e passo protetor fator 30 nos locais descobertos, como rosto e mãos”, disse.

Mas, nem todos tem consciência da importância da prevenção. O espanhol Sebástian Correia está há quatro meses em João Pessoa. Ele vende comida na praia, que ele mesmo fabrica. Caminha horas pelo sol e não usa filtro solar. “Passo muito tempo na cozinha, isso deixa a pele oleosa e protegida. É importante se cuidar, uso óculos e chapéu, mas nunca senti nada. Estou acostumado com o sol e câncer dá mais em quem tem pele seca”, falou o chef de cozinha.

Leia mais na edição desta segunda-feira (7) do Jornal Correio da Paraíba. 

Relacionadas