quinta, 04 de março de 2021

João Pessoa
Compartilhar:

Independência ou morte: operação da Semob não evita caos no novo binário em João Pessoa

Nice Almeida / 21 de setembro de 2015
Foto: Nice Almeida
Uma verdadeira 'operação de guerra', com mais de 60 homens da Secretaria Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) de João Pessoa, foi montada nesta segunda-feira (21) para evitar que o trânsito se transformasse em um caos com a abertura do novo binário da Praça da Independência. Porém, toda a estrutura organizada pela prefeitura ainda não foi o suficiente para evitar que a manhã dos motoristas na cidade fosse transformada em uma grande dor de cabeça.

Por todos os lados da cidade o que se viu foi um longo congestionamento nos arredores da praça, ponto principal da mudança realizada no trânsito da Capital. Desde a Epitácio Pessoa até o Shopping Tambiá, passando pela Pedro I e todas as imediações do Centro, foi esse o cenário visto por quem passava. Cruzamentos fechados pelos veículos, os quais os motoristas não conseguiam evitar o problema por causa da lentidão.

No cruzamento das Avenidas Pedro I com Princesa Isabel, uma mulher acabou sendo atropelada e esperava por socorro em meio ao tumulto do trânsito.

Mas, o primeiro dia, de acordo com as autoridades, é sempre complicado porque os motoristas ainda estão se adaptando. "Uma intervenção dessa magnitude a gente calcula que precise de 15 até 30 dias para as pessoas se adaptarem", disse o superintendente Roberto Pinto.

E o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) garante que a mudança irá trazer melhorias. “O binário vai ter um papel fundamental na reorganização do trânsito porque vai criar rotas alternativas à Lagoa, diminuindo o fluxo naquela área”, destacou o prefeito Luciano Cartaxo.

“Além disso, vamos conseguir criar uma série de melhorias no tráfego, facilitando o acesso aos bairros vizinhos, eliminando trechos de conflito e, é claro, trazendo mais segurança para o trânsito”, complementou.

Como ficou – Com a formação do binário, a circulação nas duas avenidas passa a funcionar da seguinte forma:

Os veículos que seguem da Avenida Epitácio Pessoa em direção ao Centro, passando pela Rua João Bernardo de Albuquerque (em frente à Mortuária São João Batista), seguem pela Avenida Monsenhor Walfredo Leal e Odon Bezerra, que terão o seu sentido de circulação invertidos, em direção à Avenida Visconde de Pelotas, em mão única. “Com isso, será incentivado que apenas os veículos que tenham como destino final a Lagoa ou os estabelecimentos no seu entorno circulem no anel do Parque Solon de Lucena, melhorando o tráfego no local”, explicou o superintendente de Mobilidade Urbana, Roberto Pinto.

Já a Avenida D. Pedro I, que promovia a circulação no sentido Praça da Independência em direção ao Centro (em alguns trechos operando em mão dupla), vai seguir no sentido inverso, da Avenida Visconde de Pelotas até a Praça da Independência, em mão única. Assim, o canteiro central no cruzamento com a Avenida Maximiano de Figueiredo foi retirado, permitindo aos veículos trafegarem em frente pelas avenidas Marechal Deodoro da Fonseca e Manoel Deodato, que receberam pavimentação asfáltica até a Avenida Rui Barbosa (Torre).

Também permitindo uma nova rota, o final da Avenida Maximiano de Figueiredo foi reaberto, onde os veículos que trafegam no sentido João Machado/Epitácio Pessoa terão uma nova alternativa para acessar o Centro, Tambiá, Róger, 13 de maio e outros bairros, passando pelas proximidades do Hospital Santa Isabel.

Relacionadas