domingo, 18 de agosto de 2019
João Pessoa
Compartilhar:

Fundação Solidariedade apoia concurso de Desenho e Redação

Katiana Ramos / 31 de maio de 2019
Foto: NALVA FIGUEIREDO
A Fundação Solidariedade, braço social do Sistema Correio de Comunicação, reforça o apoio ao Concurso de Desenho e Redação organizado pela Controladoria-Geral da União (CGU). Este ano, a 11ª edição do concurso terá como tema “Faça o que é certo ainda que ninguém veja!”. As inscrições já estão abertas e podem participar alunos de todos os níveis de escolaridade de instituições públicas e particulares da Paraíba. Na tarde dessa quinta-feira (30), representantes da CGU estiveram na sede do Sistema Correio para agradecer o apoio à iniciativa.

“É uma grande honra para nós participarmos desse projeto da CGU, onde temos vários alunos vencedores paraibanos. A gente vê o brilho no olhar deles e a realização. É muito importante esse trabalho que eles fazem em relação ao combate à corrupção. Essa é a missão para que eles possam, desde novos, entender o caminho da cidadania. A Fundação Solidariedade e o Sistema Correio abraçaram essa causa para incentivar a participação dos alunos. No ano passado foi um sucesso, com mais de 40 mil alunos inscritos. Este ano queremos aumentar esse número. É essa semente do bem que se espalha e temos essa parceria com a CGU de forma muito feliz e mais uma vez damos a nossa contribuição, tanto a Fundação Solidariedade quanto o Sistema Correio”, destacou Beatriz Ribeiro, presidente da Fundação Solidariedade.

A reunião de quinta-feira no Sistema Correio também contou com a presença do empresário Roberto Cavalcanti e do superintendente da CGU na Paraíba, Gabriel Aragão. O representante do órgão federal destacou a importância do apoio do Sistema Correio e da Fundação Solidariedade na divulgação do Concurso de Desenho e Redação no incentivo à participação do estudantes paraibanos. Segundo ele, em 2018, foram mais de 40 mil inscritos, distribuídos em cerca de 40 municípios da Paraíba. “Pretendemos ter alunos vencedores em todas as séries. Este ano trazemos uma temática que mais uma vez visa estimular a cidadania e a ética. O grande objetivo nosso é trazer essa discussão para dentro da sala de aula. Entendemos que a escola é fundamental nessa transformação da luta por um mundo melhor. Para a gente, esse apoio do Sistema Correio e da Fundação é fundamental”, frisou o superintendente da CGU.

Gabriel Aragão lembrou ainda que este ano haverá uma premiação estadual e a expectativa é estimular ainda mais a participação dos paraibanos no concurso nacional. Para os alunos matriculados do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, a participação será através de desenhos. Já os estudantes do 6º ano do Fundamental ao 3º do Médio e os de Educação de Jovens e Adultos (EJA) devem escrever Redações. Na etapa estadual, serão premiados 13 vencedores, sendo um de cada ano, elencados em categorias. Na nacional, há uma 14ª categoria, a Escola-Cidadã, que vai premiar o melhor trabalho do tipo ‘Plano de Mobilização’.

Os nomes dos vencedores devem ser divulgados em dezembro. Se houver vencedor paraibano na etapa nacional, ele estará, automaticamente, entre os 13 premiados da etapa estadual, um de cada série.

Os estudantes do Ensino Fundamental que obtiverem os melhores resultados receberão tablets. Os alunos do ensino médio e do EJA serão premiados com um curso de português do Centro Zarinha, parceiro do evento.

Prazo. As inscrições estão abertas e devem ser feitas pelas escolas públicas e privadas até 23 de agosto, pelo endereço https://concursos.cgu.gov.br/.

Relacionadas