domingo, 16 de maio de 2021

João Pessoa
Compartilhar:

Chuvas provocam alagamentos em João Pessoa e ainda pode chover mais

Da redação com assessoria / 18 de fevereiro de 2016
Foto: Rafael Passos
Com as chuvas registradas durante boa parte do dia em João Pessoa, alguns pontos da cidade ficaram alagados. Por conta disto, equipes da Defesa Civil estiveram monitorando áreas consideradas de risco na cidade para detectar e prevenir possíveis problemas provocados pelo volume de chuva.

De acordo com o coordenador municipal da Defesa Civil, Francisco Noé Estrela, em apenas um ponto no bairro de Tambaú e outro no Centro, próximo a CBTU, foram identificados pequenos alagamentos provocados por lixo acumulado em galerias. “A gente sempre pede a colaboração da população no sentido de evitar jogar lixo nas ruas porque sempre provoca esse tipo de problema, mesmo com a manutenção realizada por parte da Seinfra recentemente”, lembrou.

Mais chuvas

A Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa) divulgou na manhã desta quinta-feira (18) um aviso meteorológico alertando para a ocorrência de chuvas com intensidades moderada e forte no litoral paraibano nas próximas 48 horas. As precipitações também devem atingir a faixa leste dos estados do Rio Grande do Norte e Pernambuco.

De acordo com a meteorologista Marle Bandeira, as defesas civis do Estado e das prefeituras do Litoral foram comunicadas e devem ficar atentas, principalmente com relação às áreas consideradas de risco. “Este estado de atenção é valido para as próximas 48 horas. O impacto do sistema meteorológico dependerá, principalmente, do grau de vulnerabilidade da área atingida”, alertou.

As chuvas estão sendo provocadas pela presença de zonas de instabilidade próximas ao litoral nordestino. “Além disto, temos o transporte de aglomerados de nuvens oriundos do oceano Atlântico. São nuvens bem extensas que podem trazer precipitações também para a Zona da Mata e até algumas áreas localizadas no Brejo. A chuva deve vir acompanhada de relâmpagos e trovões”, acrescentou Marle.

Relacionadas