segunda, 23 de novembro de 2020

João Pessoa
Compartilhar:

Apoio do PSDB a Cartaxo não está garantido e tucanos podem ‘voar’ para o PMDB

Alexandre Kito / 29 de fevereiro de 2016
A definição do PSDB em desistir de lançar a candidatura própria em João Pessoa, nas eleições deste ano, tem movimentado os dirigentes partidários na Capital em busca do apoio dos tucanos para o pleito. O presidente estadual do PMDB, senador José Maranhão, se adiantou e participou de encontro com o ex-senador Cícero Lucena (PSDB) no fim de semana. A cúpula peemedebista se reuniu para definir estratégias para a legenda nessas eleições. Os tucanos também se reuniram hoje, mas saíram do encontro sem definição. A surpresa da reunião ficou por conta da presença de Cícero, que não quis dar declarações.

Apesar de ter negado possíveis conversas sobre alianças entre as duas legendas, o pré-candidato do PMDB, Manoel Junior, afirmou que a união das siglas estava entre os temas debatidos por eles, durante a reunião. Cícero Lucena esteve com o deputado no último sábado e participou de almoço com José Maranhão no domingo.

O pré-candidato do PMDB ressaltou que teve uma conversa bastante proveitosa com o ex-senador para tratar da aliança com o PSDB. Ele acredita que a união entre os partidos pode garantir um segundo turno nas eleições de João Pessoa.

Já, José Maranhão, explicou que vai aguardar os acontecimentos para não precipitar as definições. Ele disse que era comum que neste primeiro momento as lideranças das legendas 'flertassem' entre si, em busca de apoio.

Enquanto isso no PSDB...

Na reunião do PSDB, nem mesmo as presenças do senador Cássio Cunha Lima e do ex-senador Cícero Lucena fizeram com que houvesse uma definição sobre alianças. Agora, com a desistência de candidatura própria, restam dois caminhos para os tucanos: aliança com o PMDB ou com o PSD do atual prefeito Luciano Cartaxo.

Em defesa da aliança com o PSD estão os três vereadores do partido: Eliza Virginia, Luís Flávio e o vereador licenciado e atual secretário de Comunicação municipal Marcos Vinícius. “O partido se divide em cúpula e vereadores e está dividido, mas o PSDB como um todo é quem vai decidir essa questão”, resumiu a Eliza.  A vereadora acredita que até o dia 15 de março a sigla deve ter uma definição sobre a eleição em João Pessoa.

Cássio afirmou que partido continuará discutindo internamente qual posição que será toma, mas adiantou que o Diretório municipal terá um peso diferenciado. “Vamos tomar uma decisão colegiada sem que haja uma premissa de tempo maior, uma vez que este ano temos modificações na legislação eleitoral”, afirmou.

Já Ruy Carneiro disse que o partido, daqui para frente, terá tempo suficiente para amadurecer qual será a melhor alternativa de aliança. Ele inclui no leque de opções a pré-candidatura do deputado federal Wilson Filho (PTB), como uma terceira via. “Agora é tempo de o partido pensar, ouvir os candidatos e colocar suas propostas para João Pessoa e tentar construir junto com uma candidatura”, afirmou.

Leia reportagem completa na edição desta terça-feira do jornal Correio da Paraíba 

Relacionadas