sexta, 23 de abril de 2021

Cidades
Compartilhar:

Informatização da Zona Azul de João Pessoa sai este ano, diz Semob

Lucilene Meireles / 10 de maio de 2019
A Zona Azul de João Pessoa será totalmente informatizada ainda este ano. A informação está no edital para concessão da implantação do Sistema de Estacionamento Rotativo Pago, publicado no último dia 6. A licitação está marcada para 25 de junho. Entre as alterações, passam a existir três limites de permanência que variam entre 60 minutos e 5 horas. O sistema será implantado em duas fases, totalizando mais de 3 mil vagas nas vias da Capital, o que representa um aumento de quase 70% em relação às atuais 1,8 mil.

O prazo inicial de vigência da concessão é de dez anos que podem ser prorrogáveis por até 20 anos. O serviço será controlado através de sistema automatizado e informatizado, permitindo pleno controle da rotatividade, acompanhamento da arrecadação, aferição imediata das receitas e auditoria permanente, por parte da administração pública. O reajuste no valor das tarifas poderá ocorrer uma vez por ano.

De acordo com o edital, através do sistema informatizado, o usuário vai poder cadastrar e atualizar dados pessoais, adquirir créditos – via celular ou nos pontos de venda na área do estacionamento - para uso do estacionamento rotativo, consultar saldos e extratos, conferir informações e regras sobre o uso do sistema, além de contar com um mapa virtual com a localização das vagas do estacionamento público.

O superintendente da Semob, Adalberto Araújo, reforçou a mudança do sistema. “A principal mudança vai ser a modernização do sistema, que vai funcionar por meio de dispositivos tecnológicos. A população vai poder saber por um aplicativo qual a região do Centro onde há vagas disponíveis, evitando a circulação que atrapalha ainda mais o trânsito. Além disso, será possível pagar o estacionamento pelo aplicativo ou em totens que serão disponibilizados em pontos do comércio. Nossa expectativa é facilitar a vida da população, trazer mais eficiência para o serviço”, disse.

O responsável pela Semob-JP disse ainda que o serviço poderá ser ampliado, mas ainda não há previsão. “A ampliação do número de vagas deve garantir uma melhor acomodação dos veículos na cidade, assim como a própria rotatividade, que será estimulada por meio do serviço. Existe a intenção de ampliação para outras áreas da cidade, mas estes locais ainda serão definidos de acordo com estudos técnicos. Não há, portanto, qualquer previsão de data”.

Prazos

Durante o período de instalação da primeira fase do sistema serão realizadas campanhas educativas e informativas nos meios de comunicação. Na primeira fase, o prazo de implantação é de 60 dias após o recebimento da ordem de serviço, que será emitida em até 30 dias a contar da data da assinatura do contrato. A segunda fase ocorre em até dez meses após a conclusão da primeira etapa.

Relacionadas