terça, 19 de janeiro de 2021

IBGE
Compartilhar:

Paraíba tem 174 mil crianças fora das creches ou escolas, de acordo com o IBGE

Redação com assessoria / 29 de março de 2017
Foto: Assuero Lima
Em toda a Paraíba, cerca de 174 mil crianças de até 4 anos de idade estão fora da creche ou escola. Dentre o total de responsáveis pela criança, 107 mil têm interesse em matriculá-las em alguma creche ou escola do Estado, mas apenas 23 mil tomaram alguma iniciativa para que a criança fosse efetivamente matriculada.

Na região Nordeste, a Paraíba apresentou a quinta menor quantidade de crianças fora de creche. Entretanto, em termos percentuais, a Paraíba (75,9%) sobe para a 3ª colocação nesse ranking, ficando atrás apenas do Ceará (72,1%) e do Rio Grande do Norte (74,4%). No Brasil, esse percentual foi de 74,3% e no Nordeste foi de 80,7%. Os dados são do Suplemento Cuidado das crianças de até 4 anos de idade, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2015.

Em 2015, das 10,3 milhões de crianças de menos de 4 anos de idade, em todo o Brasil, apenas 25,6% (2,6 milhões) eram matriculadas em creche ou escola. Na Paraíba, esse percentual era de 24,1% (174 mil), de um total de 229 mil crianças nessa faixa etária.

Nordeste apresenta o maior grau de interesse por matrícula em creche ou escola para as crianças de 2 e 3 anos Para tentar matricular as crianças, as atitudes mais frequentes adotadas pelos responsáveis foram entrar contato com a creche, prefeitura ou secretaria, se inscrever em lista de espera, fazer contato com pessoas que poderiam ajudar a conseguir a vaga ou entrar com ação judicial para conseguir a vaga.

O interesse do responsável em matricular as crianças crescia com o aumento da idade, atingindo os maiores percentuais entre as crianças de 3 anos de idade. Dentre todas as Grandes Regiões, o Nordeste apresentou a maior proporção de crianças cujo responsável tinha interesse em realizar matrícula em creche ou escola, para aquelas na faixa etária de 2 anos (75,7%) e 3 anos (82,8%).

A Paraíba fica com a 3ª menor proporção regional de crianças que ficavam no mesmo local e com a mesma pessoa durante todo o dia, em todos os dias da semana. Das 229 mil crianças paraibanas com até 4 anos de idade, 182 mil permaneciam, de segunda a sexta-feira, durante todo o dia, no mesmo local e com a mesma pessoa, representando 79,4% do total de moradores com menos de 4 anos de idade, sendo esta a terceira menor proporção dentre os Estados da Região Nordeste.

Quanto mais nova a criança, maior era o percentual de permanência no mesmo lugar e com a mesma pessoa ao longo do dia. No Brasil, para aquelas de menos de 1 ano de idade, esse valor alcançava 95,1%, enquanto entre as de 3 anos a proporção baixava para 70,1%. Esse padrão ocorreu em todas as Grandes Regiões, sendo que, no Nordeste, verificou-se a maior diferença entre as idades, 96,3% das crianças de menos de 1 ano de idade permaneciam no mesmo local e com a mesma pessoa enquanto que, entre crianças de 3 anos de idade, a proporção chegava a 61,6%.

Paraíba apresenta 2ª maior taxa regional de domicílios com crianças de até 4 anos de idade A presença de crianças com até 4 anos de idade foi registrada em 13,7% dos domicílios do País, atingindo proporção maior na Região Norte (18,2%) e valores menores nas Regiões Sudeste (12,3%) e Sul (12,2%). Na Paraíba, existem 205 mil domicílios com moradores nessa faixa etária, representando 16,3% do total de domicílios do Estado (1,2 mil). Esse percentual é o segundo maior da Região Nordeste, atrás apenas do Maranhão, que possui 20,8% de domicílios com moradores com menos de 4 anos de idade.

Relacionadas