domingo, 18 de agosto de 2019
Cidades
Compartilhar:

Famílias deixam abrigos em João Pessoa após chuvas

Lucilene Meireles e Katiana Ramos / 20 de junho de 2019
Foto: Niaranjan do Ó/Secom-JP
Em João Pessoa, 20 famílias ainda continuam nos abrigos organizados pela Prefeitura para atender aos desabrigados ou desalojados que tiveram as moradias afetadas pelas chuvas que caíram na Capital desde a semana passada. Ao todo, foram 79 famílias nesta situação. No entanto, o dia de sol ontem fez com que 59 delas voltassem para suas casas.

Os que ainda permanecem nos abrigos estão recebendo três refeições por dia, ofertadas pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). Somente ontem foram 420 refeições. A situação dos desabrigados incentivou uma rede de solidariedade e as famílias afetadas têm recebido doações diárias, entre roupas, alimentos e produtos de higiene pessoal.

A estudante Isadora Benevides foi uma das que não se conformou em ver a situação das famílias. Ela reuniu amigos e, juntos, arrecadaram donativos para os desabrigados. “Eu soube da necessidade da doação e me solidarizei com a causa. A gente tem tudo, um lar, um cobertor, alimento. Fiquei comovida com a situação. Então, consegui a ajuda de outras pessoas e hoje é a segunda vez que venho fazer a entrega. É muito gratificante pode ajudar, saber que posso fazer a diferença na vida deles, que não vão passar frio. Não consigo ficar imóvel diante desta situação”, contou.

Moradora do bairro São José, a atendente Ruth Maria Simões estava entre as cerca de 86 pessoas abrigadas na Escola Seráfico da Nóbrega, no bairro de Manaíra, para onde Isadora levou as doações. Ela e o filho tiveram que abandonar a casa que ficava bem próxima à barreira, quando o barro começou a descer sobre o imóvel, que teve que ser demolido.

“A equipe da Defesa Civil esteve lá, nos tratou muito bem e informou que a gente ia ter que sair, porque seria um risco ficar. Estou aqui agora com meu filho, medo de perder meu emprego e sem saber para onde vou. Tenho que aguardar o auxílio-aluguel. Por outro lado, me sinto feliz por perceber que existem tantos anjos da guarda, pessoas que fazem o possível para ajudar. Cheguei aqui na terça-feira e já recebi algumas doações”, relatou.

Outra desalojada que precisou do abrigo foi a dona de casa Adriana Lígia Batista da Silva que, ontem, estava voltando para casa com a família. “Moro no São José e perdi muita coisa. É muito bom poder voltar para casa, mas também perceber, aqui no abrigo, que existem muitas pessoas boas que querem ajudar nesse momento difícil. Só posso agradecer”. Assim como a dona de casa, quem saiu do abrigo, levou para casa roupas e uma cesta básica.

Solidariedade emociona



“Toda ajuda é bem vinda”, disse o secretário de Desenvolvimento Social (Sedes) de João Pessoa, Diego Tavares que, ontem, estava na Escola Seráfico da Nóbrega, pela manhã. Ele relatou que, quando começaram as chuvas, a Prefeitura recebeu a informação de que as pessoas estavam tendo que deixar suas casas. A partir de então, foram montadas nove estruturas de alojamentos que, depois, foram reduzidas para cinco.

Foi oferecida a estrutura mínima necessária para as famílias com abrigo, segurança, café, almoço, jantar e lanches, além de colchões e cobertores. “Mas, existe algo que a gente não poderia, como Prefeitura, ter uma previsão, que são roupas, porque existe tamanho, enfim. A população entendeu esse processo. As igrejas se reuniram e vieram várias vezes visitar nossos alojamentos durante todo esse período, acompanhando o trabalho que estava sendo feito, se solidarizando com essas ajudas que foram importantes”, disse.

As roupas foram itens imprescindíveis, segundo ele, porque as pessoas acabaram deixando roupas, sapatos, móveis para trás. “Essa solidariedade me deixou emocionado”, disse Diego Tavares. Ele afirmou que, além dessas doações, houve contribuição de alimentos e frutas que foram enviadas em grande quantidade e divididas até mesmo com as pessoas que estavam nas comunidades.

Fundação recebe doações



A campanha ‘Chuva de Solidariedade’, da Fundação Solidariedade, braço social do Sistema CORREIO de Comunicação, está recebendo roupas, agasalhos, material de higiene pessoal, entre outros, para distribuir com os desabrigados pelas chuvas que caíram em João Pessoa nos últimos dias. A entrega será feita amanhã.

“Ainda estamos recebendo as doações e é muito bom constatar que as pessoas abraçaram a campanha. Desde a última segunda-feira, dia 17, como alimentos, lençóis, toalhas, roupas, agasalhos, calçados, material de higiene pessoal. Agradecemos a quem doou e pedimos aos que puderem ajudar que ajudem a fortalecer essa corrente do bem”, destacou Edilma Carneiro, coordenadora da campanha.

As doações podem ser entregues na sede do Sistema CORREIO, na Avenida Dom Pedro II, na AutoClub Honda Sul, no bairro de Mangabeira e na escola de idiomas KNN, no município de Bayeux. Quem preferir, pode entregar diretamente nos abrigos.

Cestas básicas. O Governo do Estado, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), está realizando a entrega de cobertores, colchões e cestas básicas para as famílias atingidas pelas chuvas. Ao todo, são 860 famílias com necessidades urgentes em comunidades monitoradas nos municípios de João Pessoa e Cabedelo.

Foram entregues cestas básicas, cobertores e colchões para os moradores das comunidades São José, São Rafael, Comunidade Castelinho, Padre Hildon Bandeira, Três Lagoas, na Capital paraibana, e das comunidades Portelinha, Bairro 13, Portal do Poço, Oceania, Renascer, Recanto do Poço e Vila Feliz, no município de Cabedelo.

O Governo do Estado lançou uma campanha de arrecadação de donativos. Foram montados postos de arrecadação no Busto de Tamandaré e na Casa de Cidadania do bairro de Mangabeira.

Boletim. Situação em João Pessoa

Previsão de chuvas Indica estabilização das condições meteorológica, porém devido aos altos acumulados de chuva e os registros de ocorrências nos últimos dias, ainda há uma baixa possibilidade de eventos de movimento de massa nas Regiões Metropolitana de João Pessoa, segundo o Centro de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).

Trânsito

Pontos de Bloqueio João Pessoa 19/06

Ladeira Altiplano Cabo Branco Ladeira em frente ao Paço dos Leões para acessar o bairro de Cabo Branco interditada 100%, devido a deslizamento de terra.

Barreira do Cabo Branco Trecho interditado a partir do início da Rua Desportista José Eduardo de Holanda. Acesso bloqueado também a partir da Rua José Ramalho Brunet.

Av. Rio Grande do Sul Trecho entre as avenidas Maranhão e Pará interditado. Buraco no asfalto.

Rui Carneiro Uma faixa interditada no sentido Centro, ponto oposto à Subestação de Energia, devido a buraco na via.

Assistência social

Mais de 90 famílias deverão ser retiradas de suas casas e encaminhadas para cadastramento do programa Auxílio Moradia da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), após vistoria dos imóveis no bairro São José, realizada pela Defesa Civil.

Foram identificados também quais moradores já poderiam retornar com segurança para suas casas e as habitações não possuem mais condições seguras de moradia.

As ações de manutenção e limpeza continuam com as podas de árvores, desobstrução de galerias, retirada de entulhos, limpeza de vias e demolições.

De acordo com a Sedes, as famílias que estão abrigadas são dos bairros São José, Padre Hildon Bandeira, Engenho Velho, São Rafael e Tito Silva.

Doações

Escola Municipal Seráfico da Nóbrega, em Manaíra;

Ginásio da Praça Gervásio Maia, no Colinas do Sul;

Centro de Referência da Cidadania (CRC) do Jardim Veneza;

Escola Municipal Leonel Brizola, em Tambauzinho.

Fonte: PMJP.

Relacionadas