sexta, 18 de setembro de 2020

Cidades
Compartilhar:

‘Esquecidinhos’ deixam 800 objetos no aeroporto

Lucilene Meireles / 19 de novembro de 2016
Foto: Francisco França
Quem nunca esqueceu algo no aeroporto, órgãos públicos, terminal rodoviário? Além de objetos comuns, como bolsas, óculos, livros, documentos, tem também os mais inusitados como muletas e até cadeiras de rodas. Este ano, de janeiro a outubro, só a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) registrou cerca de 800 itens que foram deixados pelos proprietários ‘esquecidinhos’ no Aeroporto Castro Pinto, localizado na Região Metropolitana de João Pessoa. Muitos voltam para buscar, mas há quem não retorne e os objetos acabam sendo doados para instituições de caridade ou encaminhados para depósitos.

A maioria dos locais de grande movimentação conta com um setor de ‘achados e perdidos’.

No aeroporto, por exemplo, os objetos ficam guardados durante 30 dias, e cerca de metade dos donos voltam para resgatar seus itens. Após esse prazo, são acondicionados em lotes e destinados à Justiça Federal. De acordo com a assessoria de imprensa, entre os itens mais estranhos estão muletas e cadeiras de rodas.

No Terminal Rodoviário da Capital, o administrador Reinaldo Brasil disse que não tem um levantamento sobre a quantidade de objetos deixados pelos passageiros, mas destacou que há um setor para onde são levados os itens que ficam à espera do dono durante 90 dias. “Comumente, são malas e bolsas em geral. Algumas pessoas vêm buscar, mas se o dono viajou para longe e o material não é de muito valor, geralmente não volta. Quando passa desse prazo, doamos para uma instituição de caridade”, explicou.

Enquanto esperam os trens na estação e até dentro das locomotivas, os passageiros também costumam esquecer seus objetos. Porém, o setor de achados e perdidos da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) está temporariamente suspenso e não há dados disponíveis. De acordo com a CBTU, o serviço passa por uma reformulação e deve ser restabelecido em breve, mas a data não foi informada.

Correios

Nas agências dos Correios, a maioria das pessoas esquece documentos. Eles são mantidos na agência por 60 dias e, após esse período, encaminhados aos órgãos emissores. Na página oficial dos Correios, é possível verificar se o nome consta na relação de achados e perdidos. Se estiver, é preciso anotar os dados da agência e ir até a unidade. Para resgatar, é necessário comprovar que é o titular. Já quem encontra documentos de terceiros, basta entregá-los em qualquer agência de Correios ou depositá-los numa caixa de coleta.

Relacionadas