quinta, 21 de janeiro de 2021

Cidades
Compartilhar:

Enquete aponta que 58% reprovam saúde de João Pessoa

Francisco Varela Neto / 04 de março de 2018
Foto: Arquivo
Depois de avaliar a Saúde no Estado, o Portal Correio quis saber dos leitores como eles enxergam a área na cidade de João Pessoa. O resultado é que mais de 58% dos leitores do Portal Correio avaliaram a saúde da cidade de João Pessoa como ruim ou péssima, na enquete promovida pelo Portal entre os dias 24 de fevereiro e 2 de março. "Péssimo" recebeu 307 votos dos participantes, 93 votos avaliaram como "ruim". 86 como regular. A opção "boa" teve 85 votos, enquanto 114 votaram em "ótima".

"Não é necessário falar muito, os próprios indicadores, antes mesmo do fim da pesquisa, já revelam a mazela que é a saúde em João Pessoa", avaliou o leitor Rivamberg Virgulino. "A saúde nunca esteve tão ruim, não se consegue mais marcar nada no PSF. Infelizmente o povo fica calado, e enche as policlínicas se não quiserem morrer. Tive consulta de 2015 que nunca foi marcada como também de 2017 agora não vou mais, para que? Perder tempo", disse a leitora Maria das Dores Carvalho.

O leitor Ricardo Costa fez um apelo para denúncias junto ao Ministério Público em relação à saúde da Capital. "Peço que denunciem ao Ministério Público. Que o povo abram a boca, pois estamos morrendo nos PSF", pediu.

Já o leitor Gutemberg Virginio elogiou a atual gestão. "João Pessoa nunca teve um avanço de tamanha qualidade como agora na gestão atual do prefeito Luciano Cartaxo. Hoje sim podemos dizer que temos uma saúde que podemos contar a todo momento", afirmou.

Esta foi a terceira enquete sobre serviço público promovida pelo Portal Correio. O primeiro tema abordado foi Segurança. Na ocasião, 73% dos participantes fizeram uma avaliação negativa do setor no estado da Paraíba. As autoridades também não se pronunciaram sobre as reivindicações da população. Na segunda abordagem o tema foi a saúde pública do estado, onde mais de 70% dos internautas classificaram a saúde como ruim ou péssima e novamente as autoridades não se pronunciaram.

Resposta da SMS

O secretário, Adalberto Fulgêncio, não atendeu às ligações feitas pela redação para comentar o resultado da enquete. A assessoria da Secretaria de Saúde disse que iria colocar o Portal Correio em contato com o secretário, mas a resposta veio apenas por meio de uma nota que enumera os benefícios já criados na área durante a gestão atual.

Nota da PMJP



A Rede Municipal de Saúde de João Pessoa tem demonstrado avanços nos diversos níveis de atenção aos seus usuários. Na Atenção Básica, por exemplo, a cobertura de unidades de saúde da família (USF) é de 89%, são 198 equipes distribuídas em 98 prédios; ano passado foi implantado o Programa Gerente Saúde, que estabelece uma série de medidas para aumentar a eficiência nos postos de saúde, gerando mais qualidade nos serviços oferecidos pela rede, o que já vem sendo constatado através do Monitoramento do Índice de Satisfação dos Usuários; como parte do programa, a Prefeitura de João Pessoa tem promovido capacitações voltadas aos profissionais da Atenção Básica.

Na parte de atendimento pré-hospitalar, já temos três Unidades de Pronto Atendimento (UPA), e em breve será inaugurada mais uma, completando, assim, cobertura de 100% em UPAs. Na Rede Hospitalar, o Ortotrauma aumentou o número de cirurgias realizadas em 6,9%, comparando 2017 com o ano anterior; foram mais de 5,7 mil cirurgias em apenas um ano. Ainda na atenção hospitalar, voltamos a ofertar transplante de fígado e rins em parceria com hospitais conveniados à rede municipal.

Na Atenção Especializada, inauguramos um novo Centro de Assistência à Saúde da Pessoa com Deficiência com diversas especialidades, ofertando atendimento a pessoas de todas as faixas etárias. Enfim, estamos buscando ofertar um atendimento cada vez melhor e mais humanizado para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) de João Pessoa.

Relacionadas