terça, 29 de setembro de 2020

Enem
Compartilhar:

Inep mantém suspensão do Enem em instituições da PB e divulga nova lista nesta sexta

Rammom Monte / 03 de novembro de 2016
Foto: Divulgação
Mesmo com as salas livres, após a desocupação dos estudantes nesta quarta-feira (2), o campus de Cabedelo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba não receberá as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nestes dias 5 e 6 de novembro. Quem afirma é o próprio Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), entidade que organiza o Enem, que diz que o prazo para desocupação era até as 23h59 do dia 31 de outubro. Quem também confirmou foi o diretor geral do campus de Cabedelo do IFPB, Lício Romero. Nesta sexta-feira, o Inep irá divulgar lista atualizada com mais locais nos quais as provas serão canceladas e só ocorrerão nos dias 3 e 4 de dezembro.

“A suspensão está mantida. Explicamos a situação e o INEP recolocou que em virtude de ações logísticas, dos candidatos já terem sido notificados, isso poderia trazer problemas para a segurança jurídica do certame. Na verdade não teria impedimento nenhum, já que o movimento entendendo a importância da realização do exame, desocupou o prédio”, afirmou Lício.

Segundo o diretor, 440 alunos iriam fazer a prova no local neste fim de semana. Outros dois locais de prova estão ocupados na Paraíba. Trata-se dos campi de Bananeiras e Areia da Universidade Federal da Paraíba. De acordo com a diretora do Centro de Ciências Huamanas, Sociais e Agrárias da UFPB, Terezinha Domiciano, os ocupantes até chegaram a manifestar o desejo de desocupar para que o Enem fosse realizado, mas até o momento o local continua ocupado.

“Na verdade, os alunos ocuparam a parte administrativa e as salas de aulas desde terça-feira da semana passada. Eles não sinalizam quando vão desocupar. Eles entregaram um documento antes de ontem, dizendo que estava liberando para o Enem, mas também estão pedindo para suspender o período letivo”, disse Terezinha, que informou que 1.500 candidatos iriam realizar a prova do Enem neste fim de semana no campus.

Assim como em Bananeiras, o campus de Areia continua ocupado. Porém, diferentemente da primeira cidade, na segunda os ocupantes não falaram em desocupar para a realização do Enem. Segundo a secretaria da diretoria do campus, na assembleia realizada pelo movimento, estiveram presente 60 estudantes.

Justiça mantém data do Enem

O Ministério Público Federal chegou a pedir nesta quarta-feira (2) a suspensão das provas do Enem em todo o país. Porém, nesta quinta-feira (3), a Justiça Federal, no Ceará, negou o pedido e manteve a data e alegou que "apesar da diversidade de temas que inefastavelmente ocorrerá com a aplicação de provas de redação distintas,  verifica-se que a garantia da isonomia decorre dos critérios de correção previamente estabelecidos"

Com isto, a Polícia Militar da Paraíba já começa a se organizar para a Operação Enem 2016, que iniciará nesta sexta-feira (4). Ao todo, será mobilizado um reforço de 1.400 policiais militares e 300 viaturas para atuarem na escolta das provas, dos cadernos de respostas e no policiamento dos locais de realização do exame em todo o Estado. Na Paraíba, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) acontece em 51 cidades, seis a menos em relação ao ano passado.

A operação da PM começa com a escolta dos carros dos Correios que vão transportar as provas das unidades centralizadoras (em João Pessoa e Campina Grande) para as unidades distribuidoras, que ficam nas cidades onde será realizado o exame, sob um forte esquema de segurança. O mesmo trabalho será feito ao término do Enem, no domingo (6), com a escolta dos gabaritos dos candidatos. As rotas utilizadas estão sendo mantidas em sigilo.

Relacionadas