sábado, 05 de dezembro de 2020

Educação
Compartilhar:

Saiba o que fazer para conquistar uma vaga na universidade com as notas do Enem

Redação com Mundo Vestibular / 09 de janeiro de 2016
Foto: Divulgação
As notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram divulgadas. Mas e agora, qual o próximo passo? O CORREIO ONLINE preparou um passo a passo para você ficar por dentro de como utilizar essas notas para ingressar nas universidades públicas ou instituições privadas. Confira.

Enem e Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é uma forma ingressar em universidades públicas a partir da nota obtida no Enem. Existem instituições que adoraram o Sisu como única forma de ingresso, outras que destinam uma parte de suas vagas para essa modalidade. O Sisu acontece duas vezes ao ano, no primeiro e no segundo semestre, e é totalmente informatizado.

A inscrição é feita pela internet, usando-se o número de inscrição e a senha do Enem do ano anterior, e o sistema captura automaticamente as notas do candidato para calcular a classificação. Quanto maior a nota do Enem, maiores as chances de entrar em uma universidade pública pelo Sisu.

Calendário do Sisu



  • 8 de janeiro: divulgação do resultado do Enem 2015


  • 11 a 14 de janeiro: inscrições para o Sisu 2016.1


  • 18 de janeiro: resultado da chamada única do Sisu 2016.1


  • 22, 25 e 26 de janeiro: matrícula dos candidatos selecionados


  • 18 a 29 de janeiro: manifestação de interesse pela lista de espera


  • março: divulgação do resultado de quem ainda não concluiu o ensino médio




Enem e Vestibular

Há instituições públicas e privadas que utilizam o Enem como pontuação e até mesmo substituição de seu processo seletivo. No primeiro caso, a nota do Enem pode servir como um complemento da nota obtida no vestibular, ou mesmo como substituição de uma das fases do processo seletivo tradicional.

No segundo caso, a própria nota do Enem já serve como processo de classificação. O uso apenas da nota do Enem como forma de ingresso é mais comum em faculdades particulares, mas há algumas instituições públicas que também oferecem essa possibilidade.

Em algumas universidades, as vagas que não foram preenchidas com o vestibular tradicional podem ser ocupadas usando um processo de classificação que tem como base exclusivamente a nota do Enem.

Entrar em universidade particular com a nota do Enem

Assim como acontece nas universidades públicas, é possível usar a nota do Enem para conseguir uma vaga em faculdades particulares. Essas instituições privadas podem utilizar a nota do Enem como uma parte de seu processo seletivo, acrescentando pontuação à nota que o candidato obteve no vestibular tradicional, ou mesmo substituindo o vestibular pela nota do Enem.

Conseguir bolsa do Prouni com a nota do Enem

O Programa Universidade para Todos (Prouni) é uma iniciativa do Governo Federal que concede bolsas de estudo parciais e integrais para alunos de baixa renda em universidades privadas de todo o Brasil.

Para conseguir uma bolsa do Prouni, o candidato deve, obrigatoriamente, ter feito o Enem no ano anterior e cumprir os requisitos de renda familiar per capita. As bolsas integrais são destinadas a estudantes com uma renda familiar por pessoa de até um salário mínimo e meio, enquanto as bolsas parciais de 50% são para quem uma renda familiar mensal por pessoa entre um salário mínimo e meio até três salários mínimos.

O sistema de inscrição e seleção do Prouni é totalmente informatizado. O candidato deve inscrever-se no site do programa usando inscrição e senha do Enem.  A partir daí, o sistema calcula as notas e faz a pré-seleção. Quanto maior a nota do Enem, maiores as chances do candidato conseguir uma bolsa do Prouni.

O Prouni acontece duas vezes ao ano, uma no primeiro e uma no segundo semestre.

Pagar a faculdade com o FIES

O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES) é um programa do Governo Federal criado em 1999 para apoiar financeiramente alunos de universidades privadas.

Com o FIES, é possível conseguir um financiamento de 50% até 100% dos encargos estudantis. Um dos critérios para se conseguir um financiamento do FIES é o Enem. Ele é exigido para aqueles candidatos que concluíram o ensino médio a partir de 2010.

Em alguns casos, o FIES não exige o Enem:



  • Professor da rede pública de ensino em exercício efetivo do magistério da educação básica que seja integrante do quadro pessoal permanente de instituição pública.


  • Aluno regularmente matriculado em curso de licenciatura, normal superior ou pedagogia.


  • Estudante que tenha concluído o ensino médio antes de 2010.


Relacionadas