sexta, 19 de abril de 2019
Educação
Compartilhar:

Rede pública tem escolas sem professor na Paraíba

Aline Martins/Katiana Ramos / 15 de março de 2019
Foto: Assuero Lima
As aulas da rede pública de ensino de João Pessoa e do Estado começaram em 5 de fevereiro deste ano, mas até essa quinta-feira (14) ainda havia escolas sem professores, o que tem prejudicado a formação escolar dos estudantes. Na Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Anayde Beiriz, no loteamento Cidade Verde, no bairro das Indústrias, na Capital, alunos do 4º ano do Fundamental estão há mais de 15 dias em casa por falta de professor. Porém, essa situação se repete em outras unidades localizadas na Região Metropolitana de João Pessoa.

Além da unidade municipal Anayde Beiriz, estudantes e pais reclamaram da falta de professores de algumas disciplinas nas escolas estaduais de Ensino Fundamental Almirante Tamandaré e de Ensino Fundamental e Médio Presidente Médici, ambas ficam localizadas no bairro do Castelo Branco.

Já na Engenheiro José D’Ávila Lins, no município de Bayeux, não há previsão de quando vai começar, pois está em reforma. A Escola Municipal de Ensino Fundamental João Monteiro da Franca, no bairro Jardim Veneza, na Capital, entrou em reforma e está sem aulas.

No início do ano passado, os mil professores aprovados em um concurso realizado pelo Governo do Estado foram convocados a ocupar os cargos em suas respectivas carreiras. No entanto, percebe-se que há um déficit tendo em vista que alguns professores precisam se ausentar e a vaga não é imediatamente preenchida. Esta semana, o governador João Azevêdo confirmou um novo concurso com a mesma quantidade geral de vagas para este ano, o que diferencia é o número disponível por curso.

Providências

Em relação a escola Anayde Beiriz, a Secretaria de Educação da Capital informou que teve conhecimento do fato e ainda esta semana estará encaminhando uma professora para a unidade de ensino. Caso consiga contato, a previsão é que se apresentaria ainda na tarde dessa quinta-feira (14).

Por sua vez, a assessoria de comunicação da Secretaria Estadual de Educação (SEE) informou que o quadro de professores da Escola Cidadã Integral João Goulart está completo. Já com relação às escolas Almirante Tamandaré e Engenheiro Davila Lins, a 1ª Gerência Regional de Ensino está tomando as providências para regularizar a situação das aulas.

Relacionadas