segunda, 16 de julho de 2018
Educação
Compartilhar:

Professor Trindade faz ‘um guia prático para o estudo do Direito’

João Trindade / 15 de abril de 2018
Foto: Rafael Passos
Um guia prático para o estudo do Direito

Os concursandos (ou não) interessados em aprender Direito acabaram de ganhar um guia prático no estudo da matéria.

Trata-se do nosso livro “Guia Prático de Introdução ao Direito”, recém lançado pela editora “Sal da terra”.

O livro versa, numa linguagem simples e objetiva, sobre os principais assuntos do Direito, abrangendo praticamente todos os ramos – e com exercícios e questões para concurso.

Alguns temas em destaque, no livro:

1.Fatos e atos jurídicos.

2.Relação Jurídica.

3.Direitos Subjetivos Públicos na Constituição Federal.

4. Hermenêutica Jurídica (tema muito em voga hoje, tanto nos concursos, como no dia a dia jurídico; sobretudo, na jurisprudência dos Tribunais).

5. Princípios Gerais do Direito.

6. Divisão do Direito.

7. Direitos Humanos.

8. A Norma Jurídica.

9. Eficácia da lei, no tempo.

10. Eficácia da lei, no espaço.

11. O Direito e os demais sistemas normativos.

E muito mais.

O livro tem prefácio do desembargador Federal Wolney Codeiro; apresentação do Consultor Legislativo do senado João Trindade Filho e “orelhas” do advogado José Trindade Monteiro Neto.

Vejamos algumas palavras do prefaciador:

o livro Guia Prático de Introdução ao Direito do Professor João Trindade apresenta-se como uma alternativa consistente e vigorosa para as dificuldades na apresentação das lições inaugurais do direito. Lançando mão da experiência de quase duas décadas de magistério na disciplina de Introdução ao Direito, o Prof. Trindade produziu um livro verdadeiramente único e vanguardista. Expurgando a linguagem protocolar e inacessível dos manuais tradicionais, o autor nos legou um texto simples, objetivo e direto, capaz de conquistar o leitor de maneira permanente.

Agora, algumas palavras do apresentador:

Não se assuste o leitor, aliás, com o caráter sucinto da obra. Ela é direta, mas está longe de ser superficial. No capítulo relacionado ao Processo Legislativo, por exemplo, o prof. João Trindade consegue um grau de aprofundamento muitas vezes só encontrado em obras específicas sobre esse tema, na seara do Direito Constitucional. Certamente, o aluno que ler com atenção essa matéria – e todas as outras – na obra estará pronto para travar discussões jurídicas de alta relevância nos mais diversos ramos do Direito.

Apresente-se esta obra aos alunos, e eles certamente a adotarão espontaneamente como obra de referência. Afinal, assim como um diretor de cinema deve filmar pensando nos espectadores, e não nos colegas, o prof. João Trindade parece ter escrito este livro pensando não em agradar a outros professores – algo que termina por realizar –, mas em atender ao público principal que deve ser o foco de todo professor: o alunado.

Por fim, algumas observações do autor da “orelha”:

“Trata-se de uma obra despretensiosa”, avisa o autor, na primeira frase. As demais frases da obra demonstram que essa afirmação foi apenas fruto de um arroubo de humildade.

Silenciosa e despretensiosamente, João Trindade apresenta o mundo do direito ao estudante que inicia sua jornada. Silenciosa e despretensiosamente, João Trindade mostra aos experientes acadêmicos que uma obra pode ser profunda e relevante sem ser intrincada, complicada.

Abordando o tema por meio de palavras simples, diretas e claras, o professor de Introdução ao Direito com mais de vinte anos de experiência na área traz, em meio a letras de músicas, textos jornalísticos e citações doutrinárias, o que há de mais importante para se compreender o Direito. E o melhor: sempre conectado com a realidade, jamais recorrendo a artifícios e argumentações vagos ou abstratos em excesso.

Relacionadas