quarta, 17 de julho de 2019
Educação
Compartilhar:

Professor Trindade ensina sobre a nova acentuação gráfica

Redação / 02 de junho de 2019
João Trindade

Curso Prático de Português, em 22 lições

Lição nº 20 –  A nova acentuação gráfica

 

Temos observado que muitas pessoas ainda não estão dominando as últimas mudanças ortográficas; sobretudo, em relação ao verbo TER. Há pessoas escrevendo tem (no plural), sem acento; quando, na verdade, o acento continua: “Eles têm diversos problemas para resolver”.

Para que não haja mais dúvidas, resolvemos tratar do assunto, hoje. Vamos às principais mudanças, relativamente a acentos. Evidentemente, não vamos abordar as regras que se mantiveram.

TREMA

Deixou de existir.

Escrevem-se agora: tranquilo, tranquilamente, consequência, consequentemente, cinquenta, linguiça, etc.

Observação:

A mudança foi apenas na escrita. Deve-se continuar pronunciando [tranqüilo],[lingüiça], etc.

Mantém-se o trema em palavras estrangeiras: Citroën; Bündchen; Müller,

etc.

ACENTO AGUDO NO U

Deixou de existir o acento agudo no u tônico, antecedido de g ou q e seguido

de e ou i:  Averigue; oblique.

HIATOS EM EE E OO (FECHADOS)

Deixaram de ter o acento. Escreve-se agora: voo, perdoo/creem, leem, deem, veem.

DITONGOS ABERTOS EM ÉI, ÓI

Deixaram de ser acentuados os ditongos abertos em éi, ói, nas palavras paroxítonas: Heroico, ideia, assembleia, paranoico.

Observe que as palavras oxítonas que têm os referidos ditongos continuam acentuadas: Herói; constrói.

PAROXÍTONOS EM I E U

As vogais tônicas I e U das palavras paroxítonas perderam o acento quando precedidas de ditongo.  Escreve-se agora: feiura, bocaiuva.

Mantiveram-se os acentos dos hiatos em i e u, desde que uma dessas letras  fique isolada na sílaba; esteja seguida de s; não esteja seguida de nh; não esteja precedida de ditongo (alteração efetuada pela nova regra).

Observe:

Juiz/ juízes; Raiz/ raízes; Saída; Tambaú; Saíste; Rainha; Feiura.

Note que juiz e raiz não têm acento, porque o i não está isolado na sílaba.

Note que rainha não tem acento, por estar o i seguido de nh.

.           ATENÇÃO:

Os hiatos em i e u, precedidos de ditongo, perderam o acento, em consequência da nova regra dos ditongos, imposta pelo novo acordo ortográfico: feiura, bocaiuva, etc.

ACENTO DIFERENCIAL

Não se usará mais o acento diferencial das palavras homógrafas:

Pára (verbo) para diferenciar de para (preposição); Pélo (verbo pelar) para diferenciar de pelo (contração); péla (verbo) para diferenciar de pela (contração).  Pêlo (substantivo), para diferenciar de pelo (contração). Pólo (jogo, extremidade), para diferenciar de pô-lo (verbo + pronome oblíquo átono) e pôlo (filhote de gavião); este último também perdeu o acento; Pêra (fruta) para diferenciar de pera (antiga preposição).

ATENÇÃO: Mantiveram-se os diferenciais de pôde (passado) para diferenciar de pode (presente); pôr (verbo) para diferenciar de por (preposição): Ele não pôde vir à aula ontem, mas pode vir hoje. Por alguns instantes, ele quis pôr obstáculos à proposta.

É opcional o acento diferencial de fôrma/forma: A fôrma do bolo tinha a forma de coração.

CUIDADO!

As formas têm e vêm da terceira pessoa do plural dos verbos ter e vir não perderam o acento. Não são acentos diferenciais. De modo que continuaremos escrevendo: Ele tem mania de perseguição. Eles têm mania de perseguição. Ele nem sempre vem às reuniões. Eles nem sempre vêm às reuniões.

Relacionadas