quarta, 26 de setembro de 2018
Educação
Compartilhar:

PB tem 9.687 professores no ensino superior, sendo 50,05% mulheres

Ainoã Geminiano e Lucilene Meireles / 09 de março de 2018
Foto: NALVA FIGUEIREDO
A Paraíba tem o quarto maior percentual do País, de docentes mulheres no ensino superior. A superioridade feminina no comando das salas de aula nas universidades paraibanas foi confirmada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IGBE) em um levantamento baseado em pesquisas do próprio instituto, além de dados do Ministério da Saúde, do Ministério da Educação e do Congresso Nacional, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. De acordo com o estudo, a Paraíba tem 9.687 professores no ensino superior, sendo 50,05% mulheres, ficando atrás apenas do Mato Grosso do Sul (50,2%), Bahia (50,8%) e Piauí (51,4%).

Outro dado em que as paraibanas aparecem em destaque tem relação com a assistência às vítimas de violência. Dos 1.802 policiais civis em atividade na Paraíba, 26,5% são mulheres. A média nacional do percentual de mulheres da PC é 26,4% e o estado com o maior percentual é o Amazonas, onde quase metade do efetivo (47,5%) é feminino.

Mas, nem todos os dados divulgados são positivos. No levantamento, a Paraíba aparece como sendo um dos dois estados brasileiros que não tem nenhuma mulher no Congresso Nacional. Das 15 cadeiras a que a Paraíba tem direito na Câmara dos Deputados e no Senado, nenhuma é ocupada por mulheres.

A última mulher eleita para um cargo no Congresso foi Nilda Gondim, eleita deputada federal em 2010. Na eleição seguinte, ela se tornou suplente e, até o momento, não assumiu o cargo. Para o Senado, a Paraíba nunca elegeu uma mulher.

Comemorações. Em João Pessoa, o Dia Internacional da Mulher foi festejado no Parque da Lagoa, com serviços de saúde e beleza, oferecidos pela Prefeitura da Capital. Este ano, a organização trouxe novidades como a argiloterapia, que melhora a aparência da pele, prevenindo rugas e manchas, e a auriculoterapia, uma técnica, dentro da acupuntura, que trata problemas como dores e insônia, através de pontos específicos na orelha.

À tarde, houve caminhada das servidoras ao redor da Lagoa, música, teatro e desfile com as mulheres da Emlur. A programação envolveu as secretarias de Saúde (SMS), Políticas Públicas para as Mulheres (SEPPM), Desenvolvimento Social (Sedes) e outros parceiros como a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e Sindicato das Artesãs.

Em Campina Grande, a data foi comemorada com a entrega do prêmio Mulher Inovadora, uma iniciativa da Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (SCTI). A comenda tem o objetivo de reconhecer o trabalho de mulheres que atuam no município e se destacam nas áreas de ciência, tecnologia e inovação.

Também teve festa no Hospital Regional de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, onde 70% do quadro de trabalhadores da unidade é formado por mulheres. No Sine municipal, empresárias de Campina Grande se reuniram para comemorar a data.

Relacionadas