domingo, 15 de julho de 2018
Educação
Compartilhar:

Paraíba ainda tem 635 mil analfabetos, revela PNAD

Nice Almeida / 13 de novembro de 2015
Foto: Rafael Passos
Identificar o roteiro dos ônibus, ler o aviso em uma placa, decifrar letras e números. As tarefas podem parecer fáceis, mas para 635 mil paraibanos acima dos cinco anos de idade elas não são. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2014, divulgada nesta sexta-feira (13), é esse o total de analfabetos no Estado. Os idosos são os que mais sofrem com a falta de alfabetização. Ao todo, ainda são 227 mil pessoas acima dos 60 anos que não sabem ler e nem escrever. Outros 256 mil estão dentro da faixa etária dos 30 aos 59 anos.

Entre os mais novos os números também são altos. Na faixa etária dos cinco aos 14 anos de idade são 125 mil paraibanos analfabetos, conforme a pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Outras 27 mil pessoas sem escolaridade estão na faixa etária dos 15 aos 29 anos.

Entre os analfabetos, 427 mil (67,24%) vivem na zona urbana e 208 mil (32,76%) na zona rural. Os homens são maioria entre os analfabetos na Paraíba e representam 57,63% dos deles, atingindo a marca de 366 mil pessoas. Enquanto que 270 mil são mulheres (42,37%).

Acima dos 10 anos

Ainda de acordo com a pesquisa, são 3.346 milhões de paraibanos com 10 anos ou mais de idade e, desses, 529 mil não têm nenhuma instrução ou têm menos um ano de escolaridade. Outros 93 mil têm apenas um ano de escolaridade. Entre dois e cinco anos de escolaridade são 911 mil paraibanos.

 

Relacionadas