segunda, 18 de janeiro de 2021

Educação
Compartilhar:

Há vagas, faltam alunos no ensino superior

Aline Martins / 23 de abril de 2016
Foto: Arquivo
As instituições de ensino superior (IES) na Paraíba, que tem como forma de ingresso o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ainda estão com 1.518 vagas disponíveis, de um total de 15.349 ofertadas nesta primeira edição. O IFPB encerrou as convocações mesmo com 80 vagas sobrando, porque não havia mais quem as preenchesse, já que todos os candidatos das listas de espera já foram convocados. As outras três universidades ainda estão esperando que os convocados preencham as vagas.

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) está com a sexta lista da chamada de espera que foi publicada na sexta-feira da semana passada e já realizou o cadastramento esta semana. Segundo o assessor da Pró-reitoria de Graduação, Vagner Santos, essa última lista não estava prevista, mas até então haviam sobrado vagas (41). “Enquanto tiver vagas e não tiver começado o período letivo, nós podemos chamar”, comentou.

Já a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) conclui a sétima chamada da lista de espera e sobraram 70 vagas. O presidente da Comissão de Processos Vestibulares (Comprov), Antonio José da Silva, comentou que a oitava e última chamada será feita dia 17 de junho. Cursos como Educação do Campo (campus Sumé), Engenharia Agrícola, Agroecologia, Ciências Sociais, Física e Matemática do turno diurno (Cuité) têm vagas, mas não há lista de espera.

“As vagas ociosas serão aproveitadas em processos derivados, de graduados no próximo semestre”, frisou.

Já a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) concluiu a quarta lista da chamada de espera, mas os números ainda não foram divulgados. Até a última chamada foram convocadas 1.327 pessoas. O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFPB) foi o primeiro a encerrar as chamadas e sobraram 80 vagas nesta primeira edição. Nesse primeiro semestre não haverá processo seletivo extra. A oferta para o 2º semestre será por meio da segunda edição do Sisu 2016 via nota do Enem, mas até o momento o MEC ainda não definiu o cronograma.

Leia Mais

Relacionadas